O namorado da imigrante portuguesa desmembrada garantiu que no dia do seu desaparecimento nada de anormal se passou com Maria. Identificado como Tonni M., o companheiro de longa duração da vítima garantiu em entrevista ao jornal alemão “Bild” que ambos estavam em um café assistindo a um jogo de futebol quando, muito aborrecida por não gostar do esporte, Maria se despediu do namorado com um beijo  e nunca mais foi vista desde então. Apenas passados dois dias desde o seu desaparecimento é que Tonni decidiu informar às autoridades, algo que está sendo considerado suspeito.

Um dos crimes mais macabros da história da comunidade imigrante portuguesa está recheado de mistérios e pormenores horrendos.

Publicidade
Publicidade

Depois do corpo da portuguesa de 43 anos ter sido recolhido aos pedaços pelas autoridades alemãs, que demoraram dias na busca pelo corpo desmembrado atirado ao rio, agora é a vez do namorado da vítima falar pela primeira em público, garantindo que a sua companheira não tinha inimigos.

Tal como informa o jornal “Correio da Manhã”, Tonni, também português e com 43 anos, foi quem confirmou às autoridades a identidade da vítima garantindo, em lágrimas, que a sua namorada era uma pessoa “sociável e alegre” e que não entende quem é que pode ter feito uma coisa dessas à sua Maria. “Ela disse que já voltava e me deu um beijo, desde esse momento nunca mais a vi”, garantiu o namorado em entrevista ao jornal alemão “Bild” que foi o primeiro a noticiar os detalhes macabros do #Crime da portuguesa desmembrada.

Publicidade

A morta da portuguesa é tão difícil para as autoridades alemãs que, em uma ação pouco natural dada as circunstâncias do crime, a polícia decidiu divulgar as fotos da mulher para tentar obter o máximo de pistas possíveis, visto que até agora nenhum suspeito foi detido ou interrogado. Os únicos fatos que parecem ser um pouco anormal na vida de Maria é que, apesar de trabalhar há cinco anos na Alemanha, não tinha uma morada fixa e que foram precisos dois dias para o namorado alertar para a ausência da companheira. #Investigação Criminal #Emigração