O presidente norte coreano Kim Jong-un continua a desafiar o mundo realizando possíveis testes nucleares e agora também disparando mísseis na região, o que torna a relação diplomática entre as duas Coreias mais complexa no momento. Em março deste ano, um vídeo foi divulgado na Coreia do Norte, onde houve uma ameaça nuclear contra os Estados Unidos. O vídeo exalta a capacidade militar do país, e mostra uma simulação computadorizada de um ataque nuclear em Washington mostrando a bandeira americana em chamas. O ditador norte coreano acredita que os americanos se juntaram a Coreia do Sul e aos aliados europeus, e devemos lembrar que o país asiático sofre sanções econômicas da ONU há vários anos.

Publicidade
Publicidade

Estas ameaças feitas pelo presidente Kim Jong-un está assustando a comunidade internacional, e o presidente americano Obama está investigando a veracidade das informações para chegar a uma conclusão se os norte coreanos possuem ou não armas nucleares.

Logo após a divulgação do vídeo, os norte coreanos dispararam cinco mísseis em direção ao Mar do Japão, sem se preocupar com as sanções econômicas que o país sofre, concluindo que o ditador norte coreano não se preocupa com possíveis retaliações que o país possa sofrer em breve. Em um comunicado por autoridades sul coreanas, os mísseis foram disparados ao sul da cidade de Hamhung e conseguiram atingir uma distância de 200 quilômetros, ou seja, são mísseis de curta distância. O presidente Obama tem falado de sua preocupação com a possibilidade dos norte coreanos possuírem armas nucleares, o que poderia dar início a uma guerra na região de consequências imprevisíveis.

Publicidade

O clima não é nada amistoso, então estes testes realizados pelo país asiático coloca a região em estado de atenção diplomática.

Hoje (24), a Coreia do Sul afirma que os norte coreanos dispararam mísseis na sua costa leste. As ações levantam a suspeita de que estes testes possam ser  nucleares ou apenas um exercício de lançamentos de mísseis. Segundo o Estado-Maior sul-coreano, os mísseis foram disparados rumo ao nordeste do território norte-coreano por volta das 18h30 do sábado, do horário local, sem dar maiores detalhes das armas utilizadas. A Coreia do Norte vai realizar um  congresso de seu partido governista, o Partido dos Trabalhadores, no início de maio, o primeiro realizado em 36 anos, e os testes de hoje levantam suspeitas que pode haver um ataque na região a qualquer momento. A tensão na região está crescendo e Obama acena com tentativas diplomáticas para colocar fim aos conflitos. #Crise