Moradores relatam a situação de caos em que a cidade se transformou após o #Terremoto, um deles é o comerciante de 46 anos,  Ramón Solórzano, que vive na cidade de 'Manta', no Equador.

"Foi um barulho ensurdecedor, era como se a terra tivesse partindo ao meio, destruição total. Ficamos sem luz e telefone", ele disse à agência de noticias Reuters.

Pepita de Lucca também confirmou ao jornal 'El Commercio' o desespero pelo qual passaram.

"Estávamos todos reunidos quando a casa começou a tremer. Alguns se refugiaram nos arcos da casa e outros correram para fora".

"Não tivemos coragem de sair, achamos melhor esperar para ver se acontecia de novo.

Publicidade
Publicidade

A energia ainda não estabilizou. Deu para sentir bem o tremor, acho que durou uns dois minutos", afirmou Pepita.

Várias cidades foram atingidas e uma das que mais devastadas foi 'Guayaquil' a segunda maior ao sul do Equador. Maria Jaramillo, que trabalha em um dos hotéis da cidade relata à agencia Reuters que viu pessoas fugindo apavoradas enquanto vidros quebravam, tetos desabavam, tudo desmoronava.

"Fugimos descalços pela rua", ela contou emocionada.

Um terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o país na noite de sábado, deixou pelo menos 272 mortos e mais de dois mil com ferimentos graves.

"Infelizmente este número ainda vai aumentar", admitiu no domingo o vice-presidente Jorge Glas. O presidente do país Rafael Correa, também lamentou a tragédia. "Coisas materiais podem ser reconstruídas, mas as vidas que se foram, não mais.

Publicidade

E isso é muito doloroso", disse.

Em visita no domingo à cidade de Manta, uma das mais atingidas, Glas ouviu o apelo desesperado de uma sobrevivente que teve a casa destruída pelo terremoto. Segundo ela, todo o terceiro andar da casa desabou sobre as oito pessoas que lá estavam. "Por Deus nos ajude, meus filhos estão embaixo dos escombros mande o resgate!"

O vice-presidente garantiu que milhares de soldados do Exército, bombeiros e policiais já estavam a caminho. "Fomos informados que há muitas pessoas feridas sob os escombros", ele afirmou. #Natureza