Após ganhar o caso na #Justiça, o detetive português já pensa em virar o jogo. Gonçalo Amaral foi ilibado no caso que o estava opondo com a família McCann. Kate e Gerry McCann, pais de Maddie, a menina desparecida em maio de 2007, estavam exigindo uma indenização de meio milhão de euros contra o detetive que os acusou de terem falseado o rapto da própria filha. Nesta terça-feira, o tribunal deu razão para o português, que já anunciou que vai interpor uma queixa contra os McCann, no tribunal. 

Foram meses de desespero para Gonçalo Amaral. Em abril do ano passado, o tribunal condenou o detetive ao pagamento de 500 mil euros para os pais de Maddie, dinheiro que os ingleses garantiram querer usar para procurar a menina.

Publicidade
Publicidade

No entanto, neste dia 19 de abril, um ano depois da condenação, três juízes revogaram o caso. O detetive que iniciou as primeiras buscas pela menina, quando desapareceu na praia da Luz, no Algarve, em maio de 2007, ficou liberto de pagar qualquer indenização. 

No entanto, o casal inglês já anunciou através de sua advogada que vai recorrer dessa sentença. 

A enorme quantia de dinheiro que os McCann estavam pedindo estava relacionada com o dinheiro que o detetive teria ganho, às custas da pequena Maddie. Em causa, estava o livro que Gonçalo Amaral escreveu, já depois de sair da Polícia Judiciária, após ser afastado desse caso de suposto rapto. Amaral escreveu "A verdade da mentira" e teria ganho 400 mil euros nas vendas. Além disso, o homem teria um documentário na televisão, onde também teria ganho muito dinheiro.

Publicidade

Na tese de Gonçalo Amaral, Maddie não teria sido raptada e após recolher algumas pistas, o detetive considerou que teriam sido os pais da criança que a mataram e esconderam o corpo, antes de simularem o rapto. 

Para todos os efeitos, o livro seria a opinião e a livre expressão de Gonçalo Amaral, de acordo com a decisão dos juízes que na terça-feira, permitiram que o livro voltasse a ser comercializado. 

No entanto, Gonçalo Amaral não quer ficar por aqui. "O meu cliente sofreu anos de prejuízo e perdas", revelou seu advogado Miguel Cruz Rodrigues, para o jornal Expresso. Por isso mesmo, vão entrar com um "pedido de indenização contra os McCann". A base para a queixa serão os danos sofridos por Gonçalo Amaral, nomeadamente as perdas financeiras mas também "o bom nome" de Gonçalo Amaral, que teria sido posto em causa.

E o leitor, concorda com essa decisão de Gonçalo Amaral? Deve pedir indenização para os pais de Maddie? Deixe seu comentário! #Europa #Casos de polícia