Roupas que estão na moda, de acordo com as mais recentes tendências, foram proibidas em uma escola inglesa. E os rapazes que estariam se inspirando no estilo do One Direction foram discriminados pela escola católica de St Peters, em Gloucester. Tudo porque, de acordo com o colégio, a imagem que os alunos estavam passando não era a mais correta e até estariam colocando em questão a reputação da própria escola. 

A política de vestimenta do colégio pretende promover a igualdade, com o uso de uniforme, mas acabaram discriminando todos os alunos que estavam usando umas calças mais justas. Os jeans skinny são uma das tendências também entre os rapazes e, por todo o mundo, são muito usadas.

Publicidade
Publicidade

Os cantores do One Direction dão grande força para essa tendência e estão quase sempre vestindo essas calças bem apertadas por toda a perna. No entanto, os alunos ingleses de St Peters foram proibidos de entrar na escola com essa calça, porque estariam dando "má reputação para o colégio", contaram os responsáveis dessa escola católica, citados pelo jornal Daily Mail. 

Assim, a partir de setembro, as regras do uniforme vão estar bem clarificadas nos regulamentos do colégio e a calça, preta ou cinza, não poderá ser muito apertada, com os centímetros da largura a serem definidos pelo próprio colégio. Calças como as do One Direction não poderão mais ser usadas. 

Também para as meninas, as regras vão mudar e as saias terão que, pelo menos, tocar no joelho. Saias da moda e curtas não serão autorizadas.

Publicidade

A vice-diretora da escola, Fiona Gittins, contou que essa regra está sendo alterada em vários colégios, e não será exclusividade de St Peters. Em causa, está a excessiva tendência de minissaia (bem curta), que para os responsáveis dos colégios, não são adequadas para os meios de trabalho ou de estudo. Por isso mesmo estão sendo abolidas. 

Já em novembro de 2015, o colégio de St Peters tinha feito algumas proibições, pressionando os alunos para a não utilização de maquilhagem, piercings ou leggings.  

No entanto, são muitas as pessoas que estão criticando estas regras, uma vez que pode ser contra a liberdade de cada indivíduo, que em pleno século XXI estão sendo proibidos de se vestirem e se expressarem como quiserem. 

E o leitor, o que pensa dessa regra? Acredita que a escola está atentando contra o direito de decisão dos estudantes? Ou tem razão em proibir algumas roupas mais apertadas ou curtas? Comente! #Educação #Música #Europa