O Estado Islâmico divulgou novo vídeo ameaçando Paris, Londres, Berlim e Roma. No vídeo foram usadas imagens do jogo de videogame "Call of Duty", onde é mostrada uma imagem da Torre Eiffel sendo destruída.

O vídeo, aparentemente criado por apoiadores do grupo jihadista, foi divulgado pela al-Wa'ad Media Productions, grupo de mídia pró-#Estado Islâmico. Além da imagem da Torre Eiffel, são mostradas imagens de Londres, Berlim e Roma. E também imagens dos noticiários sobre os ataques a Bruxelas no dia 22 de março e militantes do EI realizando decapitações na Síria no verão passado.

O vídeo, narrado por um falante da língua inglesa com forte sotaque britânico, traz ameaças contra a #Europa e à "nação da cruz", referindo-se à cidade de Roma, na Itália, onde está o Vaticano.

Publicidade
Publicidade

Ele se compromete a realizar ataques violentos nas capitais de cidades europeias que continuamente têm realizado ataques aéreos (coalizão) no Iraque e na Síria.

Uma das mensagens do vídeo diz: "Alá irá puni-los através de suas mãos". Em um momento em que citam a Itália, os extremistas advertem: "Convertam-se ao Islã ou paguem o preço".

 

No vídeo completo (com cenas fortes de decapitações), os jihadistas voltam a reivindicar o atentado em Bruxelas em 2016 e mostra os ataques realizados em Paris, em 2015; além do atentado às Torres Gêmeas realizado pela Al-Qaeda em 2001.

No fim, o jihadista diz que as próximas ações cometidas pelo Daesh podem ser em "Londres, Berlim ou Roma".

EI usa granadas de morteiro com gás mortada em ataque na Síria

Segundo uma fonte militar revelou à "RIA Novosti", militares sírios foram atacados por integrantes do Estado Islâmico na base aérea na província de Deir ez-Zor.

Publicidade

De acordo com o entrevistado, os jihadistas usaram mísseis que continham uma substância química tóxica. "Os defensores da base aérea dizem que uma série de soldados ficou sufocada”, disse ele.

A agência oficial Sana havia informado que os terroristas do EI usaram granadas de morteiro com gás mortada no ataque ao aeroporto militar. Esse tipo de gás provoca cegueira momentânea, dificuldades respiratórias e bolhas dolorosas. #Ataque Terrorista