Um tiroteio em frente a uma escola primária na região de Grenoble, França, provocou o terror entre os habitantes, principalmente nos pais que têm filhos pequenos nessa mesma escola. Tal como informa o site “Observador”, dois jovens, na casa dos vinte anos, bem como outra vítima que está gravemente ferida, teriam sido alvos do tiroteio devido a um suposto ajuste de contas entre grupos de bairros vizinhos. As autoridades não detiveram nenhum suspeito mas encontraram um veículo incendiado que teria sido usado no #Crime.

O medo de um possível ataque terrorista em solo francês tem crescido nos últimos meses entre os franceses, sendo que qualquer tipo de crime público levanta enormes suspeitos e lança o medo e o terror entre os seus habitantes.

Publicidade
Publicidade

Por isso mesmo, e tentando acalmar os habitantes de Grenoble, as autoridades francesas foram muito rápidas ao garantir que o tiroteio desta manhã, em frente a uma escola, não foi um ato terrorista.

Ao invés disso, o crime que matou dois jovens teria sido organizado por um grupo rival de um bairro próximo da escola primária onde aconteceu o crime. Associada ao mundo das drogas, uma das vítimas, de 27 anos, já tinha sido detida pelas suas ligações ilegais a esses negócios, sendo que há cada vez menos dúvidas acerca do motivo arrepiante do tiroteio em plena luz do dia, como informa o site “Observador”.

Em poucas horas, as autoridades francesas, além de terem acalmado a população, não conseguirem deter nenhum suspeito, mas acreditam que um carro que foi incendiado próximo do local do crime seja o que tenha sido usado pelos criminosos.

Publicidade

Nas redes sociais, os imigrantes portugueses e brasileiros demonstram uma enorme preocupação com o aumento significativo de crimes violentos cometidos pelo crime organizado. Além disso, as comunidades temem que um ataque terrorista esteja iminente do país, sendo que muitos dos seus membros já garantiram que tencionam deixar o país o mais rapidamente possível, para a sua segurança, que é cada vez mais colocada em causa à medida que esse tipo de crimes aumenta no território francês. #Europa #Investigação Criminal