De acordo com a revista Época deste fim de semana, o departamento de justiça dos Estados Unidos teria ajudado em pelo menos uma das etapas da Operação Lava Jato, que investiga o desvio de dinheiro da Petrobrás para ser usado em um esquema de corrupção. Essa é a primeira vez que supostas provas da ligação do governo de Barack Obama e as investigações brasileiras ganham grande espaço na imprensa brasileira. 

Em um trecho sobre uma reportagem que diz que Luiz Inácio #Lula da Silva teria atendido a um pedido de um lobista da Odebrecht ainda quando presidente, aparece que a justiça americana teria conseguido recuperar conversas do ex-diretor da empreiteira, Alexandrino Alencar.

Publicidade
Publicidade

O conteúdo dessas conversas não foi revelado, mas a reportagem da a entender que Alexandrino e Lula podem ter trocado mensagens. Após recuperar as mensagens, os Estados Unidos teriam enviado estas para a avaliação da polícia federal brasileira. 

Um dos e-mails, de acordo com a revista, estaria indicado que o ex-presidente estava sendo incentivado a colaborar com a Odebrecht. Lembrando que em 2015, ficou comprovado através do escândalo revelado pelo WikiLeaks que o governo americano grampeava o brasileiro. Até a presidente da república #Dilma Rousseff seria alvo das interceptações americanos. Depois da revelação, Barack Obama chegou a pedir desculpas publicamente pelo ocorrido. Na época, o WikiLeaks mostrou que pelo menos vinte e nove telefones ligados à Dilma eram grampeados. 

Fugindo das polêmicas com o presidente americano, Luiz Inácio Lula da Silva esteve neste sábado, 02, em Fortaleza.

Publicidade

Lá, ele fez uma espécie de comício, no qual informou que pode já assumir o cargo de Ministro da Casa Civil na próxima quinta-feira, 07, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) colabore para que isso aconteça. No evento voltado aos apoiadores de Dilma Rousseff, Lula criticou o vice-presidente Michel Temer, dizendo que ele sabia que está havendo um golpe no Brasil. Minutos depois, Temer respondeu e disse que por ser conhecedor do direito não está havendo qualquer golpe.  #Impeachment