O hacker acredita firmemente que se deparou com informações extra confidenciais as quais comprovariam a tese de que os Estados Unidos possuem um programa espacial secreto que vem sendo operado pela marinha americana. E entre os aparatos militares dos Estados Unidos estão inclusos naves de guerra operacionais as quais operam no espaço em completo sigilo.

Durante uma entrevista para o canal Richplanet TV, McKinnon afirma que descobriu toda a verdade sobre o programa secreto do governo americano e afirma que continuou com as investigações durante meses. ''Eu dizia a mim mesmo, eles irão trancar esta porta''. McKinnon afirma que durante a invasão, em 2001, usou um software denominado Landsearch, o qual lhe ajudou a pesquisar todos os documentos e pastas guardadas nos computadores da NASA.

Publicidade
Publicidade

''Fiz uma varredura detalhada e averiguei todas as pastas e documentos contidos nos computadores da Agência, até que descobri uma planilha do Excel salva com o seguinte nome, Arquivo Confidencial não Terrestre". Na sua última entrevista, o hacker descreve detalhadamente as informações que descobriu durante o acesso. 

Algumas planilhas da Marinha americana detalhavam o transporte de materiais de alto valor entre as estações espaciais. O hacker também acredita ter descoberto o nome de guerra das naves espaciais a USSS LeMay e USSS Hillenkoetter. Repare que os tais nomes são precedidos pelas letras iniciais USS. Assim como nos navios de guerra da Marinha norte americana são precedidos pelas letras iniciais USS.

Gary conta ainda que o principal motivo para invadir os computadores da NASA foi o alto índice de relatos vindos por parte de ex-militares e também ex-funcionários do governo.

Publicidade

Um dos depoimentos foi dado pela ex-funcionária da Nasa Donna Hare, a qual revelou ter visto seus ex-colegas do Centro Espacial Johnson no Texas, editando imagens de satélite em tempo real antes das imagens serem divulgadas pela Agência. De acordo com o relato de Hare, ela afirma que nas imagens era possível perceber supostas construções localizada no lado oculto da Lua. Ao invadir os computadores do Edifício 8, Gary afirma ter descoberto documentos confidenciais bastante interessantes durante sua aventura cibernética.

Apesar de ter cometido uma série de crimes extremamente graves e mexer com o que não devia, o hacker também fez um série de declarações polêmicas contra o governo americano. Seu maior problema é que não existem provas concretas a seu favor para confirmar o que afirma ter visto nos computadores da NASA e Forças Armadas dos Estados Unidos. #Entretenimento #Curiosidades