Nos últimos meses, o mundo tem olhado para o Brasil, mas isso não se deve apenas aos Jogos Olímpicos que ocorrerão em breve, mas ao caos político nacional.

Muito estrangeiro que não fazia ideia de quem era a presidente do Brasil ou qual idioma é falado no país, começou a ver constantemente os telejornais falarem do processo de impeachment da presidente Dilma, ora vista como vítima, ora vista como vilã pelos meios de comunicação internacional, o que deixa muita gente que não vive no exterior sem entender o que de fato está acontecendo.

No programa de TV “Last Week Tonight with John Oliver” exibido pela HBO, o apresentador não poupou críticas ao Congresso Nacional e ao processo do #Impeachment.

Publicidade
Publicidade

Ainda atordoado com o turbilhão de informações que chegam no exterior falando sobre um tal de ‘golpe’, termo criado pelo PT, o apresentador e comediante formou uma opinião encima de toda essa bagunça, incluindo manchetes do ‘The New York Times’ e disse que 60% dos políticos que votam pelo impeachment de Dilma respondem por processos que variam de fraude eleitoral até homicídio.

Ele ainda fez piadas com o boneco Pixuleco, usado pelo movimento pró-impeachment durante manifestações e que simboliza Lula preso. O apresentador disse que o boneco não se parece com Lula, mas sim com um desenho feito pelo ator Mandy Patinkin, da série Homeland.

John afirmou que o legislativo do Brasil possui apenas 40% a menos de criminosos que o sistema penitenciário do país. Oliver conclui seu raciocínio dizendo que mesmo com Lula afirmando que é inocente e que as acusações que enfrenta possuem motivações políticas, Dilma não ajudou em nada ao indicá-lo para ministro, o que piorou a crise política do país, uma vez que ele se tornou ‘imune’.

Publicidade

O programa “Last Week Tonigh” apresenta semanalmente notícias de destacável repercussão de uma maneira satírica. Os assuntos abordados variam de temas locais e celebridades à escândalos internacionais. Essa não foi a primeira vez que o Brasil foi inserido na pauta da semana. Já houve sátiras especias na época da Copa do Mundo e logo que o escândalo da Petrobras começou, com políticos vinculados ao governo sendo investigados e presos.

Assista ao vídeo:

#Dilma Rousseff #Crise no Brasil