Cuba: o mundo perfeito para os ‘pseudo-socialistas’ que vivem em outro país e o desespero de muita gente que passou décadas sendo provido de direitos básicos, arrancados pelos irmãos Castro com a ajuda de Che Guevara.

O país, que recentemente ‘reatou’ sua relação diplomática com os Estados Unidos, tem permitido algumas exceções às regras do sistema político nacional, como a realização do primeiro desfile de #Moda de Cuba.

Tony Castro, de dezenove anos, é neto de Fidel Castro e representará um marco na história dos ‘novos tempos da política cubana’, em referência a aproximação do país com Washington.

Seu neto fará parte de uma equipe composta por cem modelos que vão desfilar em Havana pela marca Chanel, apresentando peças da coleção Crucero 2016/17 e que é assinada pelo estilista Karl Lagerfeld.

Publicidade
Publicidade

Tony será o garoto propaganda dessa nova fase cubana por alguns dias. Não foi informado se a ‘carreira’ de modelo do jovem se limitará a esse evento ou se deseja seguir trabalhando no exterior. Tão pouco se fala em mudança de sistema político para adesão ao capitalismo, mas pouco a pouco Cuba está mudando e as ideologias dos Castro estão sendo abandonadas por eles mesmos.

Alguns modelos e artistas cubanos chegaram a fazer carreira em outros países, deixando Cuba para trás. Esse é o caso do ator Willian Levy, que por alguns anos atuou em novelas mexicanas no México e atualmente atua e produz séries e filmes em Hollywood.

Novos tempos

A política sangrenta adotada através de muitos assassinatos em Cuba, tornou-se referência para esquerdistas em todo o mundo. No Brasil, na década de 60, grupos de guerrilheiros treinados tentaram implantar o comunismo e o socialismo no país e por pouco não conseguiram, mas graças à intervenção militar eles foram impedidos de prosseguir seus planos.

Publicidade

Hoje, por falta de informação ou por conveniência, muita gente diz que o período militar perseguia inocentes e talvez até alguém tenha sido vítima em algum momento, seja por andar com as pessoas erradas, estar no lugar errado ou ser confundido, mas o fato é que o regime militar combatia apenas os comunistas. Logo, não é difícil encontrar alguém mais velho elogiando aquela época ou simplesmente afirmando que nunca foi perseguido ou torturado. A verdade sobre a ‘ditadura’ é ocultada pela esquerda brasileira, mas está sempre disponível em bibliotecas.

O sistema de Fidel não deu certo no Brasil, mas ainda assim houve elogios por parte do ex-presidente Lula e da atual presidente brasileira em encontros políticos com os Castro, bem como foi criado o Foro de São Paulo, que reúne partidos e movimentos comunistas e socialistas de mais de vinte países.

A Cuba de ontem pode estar ficando para trás, e o Brasil é cada vez mais capitalista, entretanto, o desejo pela implantação de um sistema desigual e autoritário ainda é o sonho da esquerda e esse sonho não será abatido por conta de um impeachment, de forma que todo cuidado é pouco e ficar em alerta é sempre necessário. #Reforma política #Crise-de-governo