As fortes chuvas que ocorreram no Paquistão causaram a morte de 55 pessoas. O fato se deu, por causa das inundações e desmoronamentos de terra. O país vem sofrendo nos últimos anos, com fatores climáticos e os mesmos atingem os moradores, causando mortes e destruição das lavouras.

Em 2015, na época das chuvas aconteceram muitas tempestades, os rios se encheram e isso provocou o óbito de 81 pessoas. Mais de 300 mil habitantes foram atingidos no país, de acordo com informação da France Presse.

Aconteceu um desmoronamento de terra, em uma região montanhosa e equipes de resgate foram socorrer os sobreviventes e outras que ficaram ilhadas.

Publicidade
Publicidade

Os fatores climáticos que ocasionaram intensas chuvas se deslocarão para o nordeste no sentido norte, na Índia. Mas, segundo o Departamento de Meteorologia, são previstas novas tempestades, ao norte do Paquistão.

Os acontecimentos

Por causa das fortes chuvas a província de Khyber Pakhtunkhwa perdeu 150 moradias. Segundo Yousuf Zia (agente de gerenciamento de desastres) da localidade, tendas e cobertores estão sendo doados para os desalojados.

De acordo com informações, 30 pessoas ficaram isoladas por causa de um deslize de terra, no Vale do Kohistan. Segundo o agente Zia, eles enviaram um helicóptero para resgatar as vítimas.

Em Khyber Pakhtunkhwa, faleceram 47 pessoas e 37 se machucaram, de acordo com Zia. Outras 8 pessoas vieram a óbito em Caxemira, cidade que o Paquistão administra, conforme informaram os superiores do local.

Publicidade

Os desmoronamentos de terra, que foram ocasionados pelas #Chuvas Torrenciais, causaram problemas graves na estrutura da área de comunicação, na localidade paquistanesa da Caxemira.

A região do Vale do Swat, que se localiza a noroeste de Islamabad, foi muito prejudicada. Nessa área, choveu 121 milímetros, no domingo (4), de acordo com informações do Departamento de Meteorologia.

Muitos paquistaneses tentaram atravessar uma rua, na periferia de Peshawar, que ficou muito inundada, a água tomou conta de tudo, mais parecia um mar. Estima-se que 53 pessoas perderam suas vidas e 60 se feriram.

  #Mudança do Clima