Em sua conta no Twitter, Maxime Hauchard fez ameaças ao Brasil declarando que o país seria um possível alvo do grupo terrorista que ele representa, o #Estado Islâmico.

Os terroristas do Estado Islâmico sofreram importantes derrotas e baixas nas áreas onde tinham domínio territorial no Oriente Médio. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) informou que o Brasil é sim um dos alvos declarados dos terroristas.

Desmoralizados após as seguidas derrotas impetradas pela coalizão, o EI planeja ressurgir no cenário mundial objetivando um ataque ao país que estará em evidência devido aos Jogos Olímpicos. Nesse período, o Rio de janeiro, que é a cidade sede, receberá delegações inteiras de diversos países.

Publicidade
Publicidade

A seu favor. o Brasil disporá de suas polícias regionais e de forças federais, como Exército, Marinha, Aeronáutica, além da Força Nacional, que é o grupo de elite composto de militares destacados das variadas forças de segurança.

A conta do terrorista que publicou a ameaça foi suspensa pelo Twitter, que afirmou que a conta foi monitorada e realmente a postagem é atribuída a Maxime, reconhecido por ser um dos líderes do Estado Islâmico.

Assim que essa postagem foi realizada, segundo a rede social, houve uma intensa movimentação nos discursos agressivos de "autoproclamados seguidores do terrorista no Brasil".

Esse é o maior temor das forças de segurança nacionais. O Estado Islâmico é especializado em recrutar seguidores nos mais diversos países para atenderem as suas ordens e, para isso, fazem de tudo: dão treinamentos, pagam suas contas, financiam suas atividades até que enfim dão a missão que deverão cumprir.

Publicidade

Segundo o diretor de Contraterrorismo no Brasil, Alberto Sallaberry, "Maxime é um tipo de garoto-propaganda do Estado Islâmico, é dele a função de recrutar adeptos para o grupo terrorista. Ele faz uso da frase 'estar no Estado Islâmico é similar a estar no Éden' (...) ele é originário da França e aos 18 anos partiu para a Síria a fim de servir ao grupo terrorista".

Ainda de acordo com Alberto Sallaberry, Maxime Hauchard é o "02" na linha de comando dos decapitadores do Estado Islâmico. #Terrorismo #Ataque Terrorista