Uma professora foi condenada a 30 anos de prisão por se relacionar intimamente com três alunos seus, ano passado, nos Estados Unidos. Essa semana, no entanto, a docente fez defesa de si própria na Justiça alegando que contribuiu para que um dos três alunos que ela se relacionava intimamente tivesse uma significativa melhora nas notas escolares como também em seu comportamento cotidiano na instituição de ensino e na família. Ela diz que o adolescente não tinha um bom relacionamento familiar.

A americana Brianne Altice, que possui 36 anos, reside no estado americano de Utah. De acordo com a justiça daquele estado, ela cometeu cinco estupros e atualmente a docente ainda está sendo processada civilmente pelos pais de uma das vítimas.

Publicidade
Publicidade

Em 2015, ela foi condenada e se declarou culpada por manter contato sexual com três jovens entre 16 e 17 anos de idade. Sua pena, de 30 anos na cadeia, pode ser reduzida caso a professora tenha bom comportamento.  

De acordo com o jornal daquela região americana, o ‘Salt Lake Tribune’, Altice teria feito um documento de duas páginas onde explica o que aconteceu e afirma que ‘não tinha intenções más ou maliciosas’ para com os adolescentes com quem ela se relacionou intimamente. Os pais dos garotos afirmam que a direção da #Escola onde Altice trabalhava sabia de todos os casos íntimos da professora com os alunos, mas a escola não fez nada para retaliar tal situação. A direção da instituição de ensino negou.

Professora diz que notas e comportamento do garoto melhoraram

Altice confessou que quando o adolescente passou a conversar com ela sobre sua vida cotidiana, o primeiro pensamento que lhe veio à cabeça foi o de ajuda-lo de alguma forma.

Publicidade

O garoto contava a ela que não tinha um bom relacionamento com os pais e por isso estava muito carente e necessitado de uma ajuda sentimental.

Após isso, a professora conta que passou a contribuir com a melhoria de vida do garoto da melhor forma que ela poderia fazer. Daí por diante, passou a se relacionar intimamente com o adolescente e ela conta que a vida do jovem, tanto na escola quanto em família, teve uma melhoria significativa.

Veja mais notícias:

'Ele só tem sete anos' responde mãe em questionário sobre orientação sexual de crianças;

'Pau nele', diz Jair Bolsonaro sobre irmão que recebia R$ 17 mil sem trabalhar;

Folga para funcionárias que estiverem menstruadas foi uma solução que uma empresa encontrou. #Curiosidades