Elizabeth II, nascida de cesariana no dia 21 de abril de 1926, em Mayfar, na Inglaterra, se tornou rainha com apenas 25 anos de idade após a morte de seu pai. Casada com Filipe, Duque de Emburgo há mais de 60 anos, com quatro filhos (Charles, Anne, Andrew e Edward), oito netos e cinco bisnetos.

A mais de seis décadas de reinado, é a rainha que reinou por mais tempo. O império acabou, mas a rainha seguiu como chefe de estado da comunidade britânica.

A comemoração do aniversário de 90 anos da rainha iniciou-se com uma salva de tiros, mais tarde, serão acesos uma série de holofotes para iluminar o céu nas cores da bandeira da Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

Em outros locais de Londres, a homenagem à rainha será feita com fogos de artifícios. A noite terá um jantar privado para comemorar com a família.

Na sexta-feira (22), o presidente Barack Obama almoçará com a rainha, no palácio de Windsor, para cumprimentá-la.

A celebração oficial será um junho, com desfile militar e piqueniques diante do palácio de Buckingham. Serão 10 mil ingressos colocados à venda, e custará 150 libras (por volta de R$ 870). 9 mil ingressos serão destinados a instituições de caridade.

Sobre a Rainha

A rainha Elizabeth II se sente melhor no palácio de Windsor, porém, sua residência oficial é no palácio de Buckingham. Dedica sua vida ao império britânico e a sua família. Sempre com chapéu, com muita elegância e passinhos curtos, é muito inteligente, reservada e querida pelos britânicos.

Publicidade

O único medo da rainha

Certa vez, em entrevista a revista New York Times, o jornalista perguntou se a rainha tinha algum medo, e ela o respondeu: “Não tenho medo de guerras, de rumores entre países, de desordens, manifestos e de todas as outras coisas que podem acontecer entre países, o único medo que tenho é quando alguém dobra os joelhos, fala com Deus e Deus o ouve e atende, disto eu tenho.”

Afazeres

No Brasil é comum dizermos, segundo ao jornal Folha de S. Paulo, que a rainha Elizabeth “é a chefe de Estado. Isso significa, na prática, que ela é responsável pela declaração de guerra e celebração de paz, que só ela pode autorizar o uso das forças armadas dentro de seu próprio reino, que é ela quem pode convocar o Parlamento e dissolve-lo, escolher o primeiro-ministro e todo o resto do gabinete de governo. Também é só ela quem pode sancionar os projetos de lei, conceder indulto e graça aos condenados, reconhecer a existência de novos países, assinar tratados internacionais em nome de seu reino, e conceder honras (tornar alguém duque, conde, lorde etc.)”. #Famosos #Europa