Ao contrário do que se previa, Lídia Maria, a portuguesa que foi encontrada desmembrada na Alemanha, tinha uma vida noturna muito ativa, bebendo muito álcool e se envolvendo com vários homens, apesar de ter um namorado de longa duração. Tal como informa o jornal “Correio da Manhã”, foi através de vários depoimentos de amigos e também do próprio namorado que as autoridades rapidamente descobriram que Lídia estava constantemente em festas, onde bebia muito e não tinha qualquer tipo de problemas em se envolver com homens diferentes.

Depois das autoridades alemãs temerem que esse caso da imigrante portuguesa desmembrada poderia ser de difícil solução, a verdade é que em dois dias a investigação já encontrou o local do #Crime, um apartamento de um português chamado Jorge, onde a vítima às vezes dormia, e duas enormes suspeitas: ou a imigrante foi assassinada pelo dono do apartamento ou então foi vítima de violência sexual durante um envolvimento com outro homem.

Publicidade
Publicidade

Segundo um depoimento realizado por uma amiga ao jornal alemão “Bild”, apesar de ser um homem muito calmo, o namorado da imigrante portuguesa não gostava do fato dela beber muito, o que fazia com que ela se ausentasse por vezes durante muitos dias sem avisar o namorado. O mesmo Antônio desconfiou que tinha acontecido no início do mês de abril, contudo, e depois de ter procurado pelos bares da cidade, só passados dois dias o português resolveu informa as autoridades do desaparecimento de Lídia Maria.

No mesmo depoimento, a amiga garantiu que na noite em que Lídia Maria desapareceu, ela decidiu sair mais cedo da festa, precisamente no apartamento do Jorge, onde ocorreu o assassinado e o desmembramento, porque não gostou dos homens com que a portuguesa estava se envolvendo. Ao que tudo indica, a imigrante e esses homens teriam saído da festa por volta das três da manhã, exatamente o último momento em que Lídia Maria foi vista com vida.

Publicidade

Assassinato por razões passionais ou então um estupro que rapidamente se descontrolou, esses parecem os dois cenários mais prováveis para as autoridades alemãs. #Europa #Investigação Criminal