Uma notícia inesperada pegou de surpresa a imprensa nacional e internacional. O britânico Mohammed Anwaar forçava sua esposa, Gemma Doherty, a malhar intensamente. O objetivo dele, segundo Doherty, era fazer com que ela ficasse com o corpo similar ao da modelo Gracyane Barbosa.

O jornal inglês afirmou que Anwaar tinha uma relação com a sua parceira que foi considerada abusiva pela polícia local. Sempre que se encontrava com amigos, em qualquer que fosse o evento, sua mulher era privada de se alimentar com o que era oferecido às outras pessoas.

"Eu somente podia comer atum e beterraba", afirmou Doherty a polícia britânica.

Publicidade
Publicidade

Seus amigos já a estavam alertando sobre o comportamento incomum de Anwaar.

Ao que parece, Anwaar acompanhava a vida de Gracyane através das redes sociais. Doherty afirmou que o namorado usava a brasileira e Kim Kardashian como padrões que ela deveria alcançar para continuarem juntos.

"A malhação intensiva era para que ficasse com os músculos de Gracyane, já a dieta de atum e beterraba é a praticada por Kardashian", afirmou Doherty ao tabloide britânico.

Ao ser procurada pelo portal de notícias 'IG', Gracyane se pronunciou afirmando estar chocada com a situação de Doherty. Gracyane se disse surpresa com o destaque da mídia internacional e o tamanho da repercussão que a matéria alcançou. "Me surpreendi com a matéria falando sobre o tamanho da influência da minha imagem na preferência dos homens pelo mundo".

Publicidade

Gracyane acrescentou que o motivo de ela se sentir chocada pela situação de Doherty, foi o fato de ela estar exposta à malhação intensa e alimentação repetida e forçada, sem o acompanhamento de profissionais qualificados.

Gracyane afirmou que, para conseguir o corpo que possui, teve que conciliar diversos fatores que incluem profissionais especializados, treinamento intensivo, foco, determinação e, principalmente, responsabilidade.

A modelo encerra sua declaração dizendo que o resultado físico deve estar acompanhado de bons resultados também na saúde e que, por isso, ela conta com a ajuda de profissionais especializados. #Crime #Investigação Criminal