O presidente da Indonésia já aprovou o novo decreto de lei que punirá os estupradores no futuro. Os crimes sexuais contra crianças serão severamente punidos com castração química. Para o castigo, serão usados químicos que retiram o desejo sexual dos estupradores. Uma medida que já foi usada em outros países, mas em casos pontuais, e poderia servir para contrariar a crescente onda de estupros, que também está abalando o Brasil, como o recente caso de estupro coletivo contra uma menina de 16 anos. 

Caso de estupro coletivo no Brasil

Uma menina de 16 anos teria sido dopada e vítima de um estupro coletivo. "Quando acordei, tinha 33 caras em cima de mim", revelou a menina, na saída do hospital, para onde foi levada após o ataque bárbaro.

Publicidade
Publicidade

A menina teria saído de casa para ir num baile, e tudo teria corrido mal. 

Mais de trinta homens estupraram essa menina e gravaram tudo. O vídeo foi, mais tarde, colocado nas redes sociais e, alegadamente, seria possível ver a cara de um dos abusadores. Também as partes íntimas da menina teriam sido expostas no vídeo. Os abusos são chocantes e públicos, o que vai dobrar mais ainda a dor dessa menina. De acordo com a avó da jovem, no vídeo dá para ver que a menina está "desligada". A garota poderia ter sido drogada ou então poderia ter desmaiado durante os abusos. 

Nas redes sociais, o caso está tomando proporções e são várias as pessoas que estão escrevendo tweets com a hashtag 'Estupro', onde estão expressando, na sua maioria, apoio para essa menina e também condenando esses atos covardes. 

Entretanto, a polícia conseguiu deter dois suspeitos que ficaram em prisão preventiva.

Publicidade

O caso continuará agora nos tribunais. 

Castração química pune estupradores

Medida diferente teria esse caso se acontecesse na Indonésia. Após mais um caso em que uma menina de 14 anos foi violada e morta, o presidente Joko Widodo resolveu assinar esse decreto, autorizando a castração química nos casos de estupros contra crianças, para travar a crescente onda de violência sexual na Indonésia. 

Uma outra medida que também vai entrar em funcionamento será a obrigatoriedade de utilização de dispositivos de monitoramento eletrônico para todos os condenados que saírem em condicional. Uma forma também de estarem mais controlados. As duas medidas poderão contribuir também para que os condenados por crimes sexuais passem menos tempo na cadeia. 

E o leitor, concorda com esta medida da castração química? Gostaria que ela fosse utilizada em seu país? Deixe sua opinião! #Justiça #Crime #Casos de polícia