Um jovem imigrante português morreu em um acidente rodoviário depois do condutor francês ter pedido o controle da viatura. Tal como informa o jornal “Público”, Paulo Rodrigues tinha 34 anos e era um conhecido atleta português, que acabou por não resistir a um choque frontal com enorme violência na madrugada do último sábado (28). Também outros dois portugueses foram vítimas do choque, sendo que ambos estão nesse momento lutando pelas suas vidas, no hospital de Marselha.

Foi em março que um dos piores acidentes da história da comunidade imigrante portuguesa abalou Portugal, depois de doze imigrantes, incluindo crianças, terem morrido, também na França, devido à enorme falta de segurança em que viajavam.

Publicidade
Publicidade

Contudo, e apesar dos alertas das autoridades portuguesas e francesas, a verdade é que nos últimos três meses o número de vítimas portuguesas em acidentes nas estradas europeias tem sido mais alto do que nunca.

Como garante o jornal “Público”, desta vez foi Paulo Rodrigues quem não resistiu aos ferimentos graves provocados pelo choque frontal contra outro carro, tendo morrido pouco tempo depois dos bombeiros terem chegado ao local. As autoridades, além de terem confirmado que a causa da morte do português foi um choque frontal, provavelmente provocado pelo descontrole do veículo, também o condutor do outro veículo, de nacionalidade francesa, teve morte imediata após o impacto. O embate foi tão violento que is dois carros ficaram completamente destruídos.

Enquanto os dois imigrantes portugueses lutam pela sua vida no hospital local, milhares de imigrantes portugueses têm usado as redes sociais para demonstrar toda a sua tristeza e indignação pelo que se está passando nos últimos meses com os acidentes envolvendo imigrantes portugueses.

Publicidade

Como já tinham garantido na altura do acidente que matou 12 portugueses, a comunidade tem a certeza de uma coisa: é necessário urgentemente uma maior fiscalização por parte das autoridades francesas com relação à segurança em que as pessoas estão viajando, de forma a que esses acidentes macabros diminuam significativamente de uma vez por todas. #Europa #Investigação Criminal #Emigração