A província de Hokkaido, no Japão, emitiu um aviso aos visitantes estrangeiros, pedindo para que eles evitem flatulência e arroto em público – ou, pelo menos, se o fizerem, que seja da maneira mais discreta possível.

O recado vem em forma de um pequeno livreto ilustrado, de dez páginas, intitulado “O Guia de Etiqueta do Viajante para Hokkaido”.

Chineses na mira

Segundo reportagem publicada no site Asian Correspondent, o recado sobre as regras de etiqueta proposto por Hokkaido foi destinado principalmente aos turistas provenientes da China. Em 2015, entre os meses de abril e setembro, mais de 218 mil chineses visitaram a província.

Publicidade
Publicidade

A ideia do livreto de etiqueta ganhou forma depois que proprietários de hotéis japoneses expressaram preocupação com o comportamento que turistas chineses apresentavam, enquanto estavam hospedados em seus estabelecimentos.

Segunda versão

Na verdade, o guia de etiqueta se trata de uma revisão. Em agosto do ano passado, já havia sido lançada uma primeira versão, que acabou recebendo uma grande quantidade de críticas por parte dos chineses, que acusaram o Japão de estar alegando que todo o povo da China era mal educado.

Após a denúncia, autoridades de turismo japonesas voltaram a trabalhar no guia, e a nova versão revisada foi publicada. Mesmo assim, o livreto continua abordando o que deve ou não ser considerado um comportamento aceitável, enquanto se visita Hokkaido.

Entre outras coisas, o guia pede para que os turistas não roubem itens dos hotéis em que estiverem hospedados: “Dos itens fornecidos em sua acomodação, você geralmente pode levar para casa aqueles descartáveis ​​ou consumíveis, como sabonete, shampoo e lâminas de barbear.

Publicidade

No entanto, por favor, não remova outros itens, como talheres, pratos, chaleiras, secadores de cabelo ou semelhantes do seu quarto – levar tais itens é considerado roubo”.

E o livreto informa o seguinte a respeito de flatulência e arroto: “A etiqueta japonesa é baseada em evitar causar desconforto ou incômodo para os outros. Assim, japoneses evitarão funções corporais por completo, tais como arrotos ou flatulência em público, ou executam funções corporais o mais discretamente possível. Claro, essas funções são uma parte necessária da vida humana, mas, por favor, seja modesto e discreto quando visitar o Japão”. #Comunicação #Curiosidades