Nos últimos dias, uma das principais pautas no Brasil é o estupro coletivo ocorrido no Rio de Janeiro, onde mais de 30 homens abusaram sexualmente de uma jovem de 16 anos.

Mas o caso, infelizmente, não é isolado. Após o Festival de Música de Darmstadt, realizado entre 26 e 29 de maio, no oeste da Alemanha, 26 mulheres acionaram a polícia local, afirmando terem sido vítimas de agressões sexuais.

Três paquistaneses acabaram detidos e depois liberados pelos oficiais, que informaram que 14 queixas foram feitas logo depois da ocorrência dos fatos, destacando que os responsáveis pelos abusos eram homens que provavelmente são moradores do sul da Ásia, segundo informa o portal de notícias G1.

Publicidade
Publicidade

Os policiais, no entanto, não esclareceram por qual motivo os paquistaneses ficaram em liberdade. As mulheres, que estavam no evento que reuniu aproximadamente 400 mil pessoas, revelaram que foram cercadas pelos agressores.

De acordo com o mesmo portal, o caso é semelhante a um ocorrido em dezembro de 2015, na cidade de Colônia, também na Alemanha. Aproximadamente 90 queixas foram registradas pela polícia, reclamando de ataques promovidos na principal estação de trem da localidade contra mulheres, sendo que um quarto dos relatos envolvia agressões sexuais. Na ocasião, as autoridades alemãs foram acusadas de demorar a investigar os ataques, que teriam envolvido o impressionante número de mil homens, que também foram acusados de roubos e de agirem com #Violência. O #Crime foi atribuído a migrantes que foram à Alemanha, vindos do norte da África.

Publicidade

Isso ocorreu porque os praticantes dos atos criminosos foram descritos pelas vítimas como "uma gangue de homens norte-africanos ou árabes".

No Brasil, o crime contra a jovem menor de idade chocou, pois a crueldade dos estupradores chegou a ponto de filmarem a moça após o ato sexual, com direito a debocharem da situação dela. Um jogador de futebol, que era namorado da vítima, foi detido ontem (30). A Justiça também expediu outras seis ordens de prisão, segundo o portal UOL.