No dia em que o desaparecimento de Maddie McCann completou nove anos, os pais da menina inglesa emitiram um comunicado, agradecendo todo o apoio que continuam recebendo dos fãs. Apesar de terem feito uma pequena cerimônia, onde rezaram pela menina, Gerry e Kate McCann cancelaram todas as entrevistas que tinham agendado para estes dias e ainda muitos convites para programas de televisão de todo o mundo. Essas recusas nunca aconteceram antes, mas os pais de Maddie não escondem seu desconforto após a vitória do detetive português Gonçalo Amaral, na justiça. 

Nove anos depois, a verdade sobre o desaparecimento da menina continua por ser contada.

Publicidade
Publicidade

Teses de rapto e de que teriam sido os próprios pais a matá-la, por acidente, escondendo o corpo depois e encenando toda essa história, foram contadas e investigadas. O paradeiro da menina, morta ou viva, continua uma incógnita. Foi em 3 de maio de 2007 que Maddie McCann desapareceu, quando passava férias com os pais e os dois irmãos mais novos, na praia da Luz, no Algarve. A polícia portuguesa iniciou as buscas e os ingleses assumiram a investigação, logo em seguida. E continuam procurando, seguindo pistas e acreditando que a menina, que tinha apenas três anos quando sumiu, continua viva. 

Os pais também não deixam cair a esperança. No site 'Find Madeleine', que vem recolhendo fundos para ajudar a encontrar a menina, publicaram um comunicado, nesta terça-feira, agradecendo a todos que têm ajudado e que continuam acreditando que Maddie voltará, em segurança e prometendo que, enquanto puderem, não vão desistir de procurar pela menina. 

Entrevistas é que eles não estão mais respondendo.

Publicidade

Mesmo as que estavam agendadas. De acordo com o jornal Correio da Manhã, cancelaram mesmo uma entrevista que tinham marcado no canal inglês ITV, precisamente neste dia 3 de maio, entre outras entrevistas para jornais, revistas e televisões de todo o mundo. Aparentemente, o casal está temendo responder a questões relacionadas com o detetive português Gonçalo Amaral. 

Desde que o ex-inspetor foi absolvido pelo tribunal das acusações de difamação da parte dos McCann, os ingleses não voltaram a falar em público. Segunda uma fonte próxima do casal, que falou com o jornal Daily Star, Kate e Gerry temem as perguntas mais desconfortáveis dos jornalistas sobre o processo que os ligava contra o detetive português. "Eles estão devastados com a decisão judicial", contou o homem. 

O detetive Gonçalo Amaral liderou a primeira investigação logo após o desaparecimento de Maddie, e é dele a tese de que teriam sido os pais os culpados da morte e profanação de cadáver da menina, como escreveu no polêmico livro "A verdade da Mentira", que os McCann tentaram silenciar, mas que a justiça, neste mês de abril, acabou dando razão para o detetive português.  #Família #Europa #Casos de polícia