A pastora evangélica Gretta Vosper acabou pegando o mundo evangélico de surpresa ao afirmar que não acredita na existência de Deus, mesmo mantendo um rotina diária como em qualquer igreja. Na maioria de seus cultos, a pastora não faz nenhuma menção ao criador, inclusive mandou retirar do interior de sua igreja imagens e objetos religiosos. A cruz de Cristo que não pode ser retirada do interior do recinto foi escondida atrás de um pano.

Em suas pregações também não há nenhuma oração ou citação bíblica, adota apenas um discurso informal. A pastora revela que há 15 anos não acredita mais em Deus. ''No momento não percebo qualquer evidência de Deus, referindo-se aquele ser benevolente o qual mantém tudo sobre controle'', afirmou a pastora em entrevista à BBC do Brasil. 

A descrença em Deus foi tomando conta da vida da pastora aos poucos.

Publicidade
Publicidade

Primeiro, ela retirou todas as menções da bíblia de suas pregações. Logo em seguida, parou de citar nomes, incluindo o nome de Cristo. De acordo com seus frequentadores, os cultos nunca começam ou terminam com uma oração. A postura da pastora está causando grande polêmica no Canadá, um processo instaurado contra a Gretta no ano passado poderá determinar se a pastora permanecerá ou não como uma líder da igreja no Canadá.

No final de maio uma comissão religiosa composta por 50 membros irá avaliar a pastora e seus conceitos em relação a Deus. Este procedimento acontece quando algum membro viola os termos da igreja, por conta de sérias acusações. ''Iremos avaliar os fatos e avaliar quais os conceitos que a pastora Vosper defende, esses conceitos preocupam a maioria dos membros da igreja'', afirmou o padre David Allen, secretário responsável da região de Toronto.

Publicidade

Depois de avaliar seus conceitos, a comissão decidirá se Gretta permanece ou não no cargo, em caso de impedimento a pastora será afastada imediatamente de suas funções.

Segundo a BBC, em todo continente americano, o Canadá é o único país menos influenciado por entidades religiosas, no pais muitas igrejas costumam distorcer a maioria dos valores bíblicos, inclusive aquelas igrejas acusadoras de Gretta. De acordo com historiadores, a Igreja Unida do Canadá, foi criada em meados de 1925, em parceria com mais quatro igrejas protestantes, incluindo as igrejas metodistas e presbiterianas. Em todo país, a igreja possui mais de 2,5 milhões de membros, um total de 7% da população canadense perdendo apenas para igreja católica no número de seguidores.

De acordo com informações, a Igreja Unida do Canadá é conhecida por defender conceitos progressistas sempre pregando o contrário dos princípios da bíblia, alguns líderes da igreja se declaram homossexuais e há mais de 30 anos defendem uma união estável de casais do mesmo sexo.

#Entretenimento #Curiosidades #Religião