O carpinteiro holandês Johan Huibers construiu uma réplica da Arca de Nóe, e pretende trazê-la para o Brasil durante a realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Tudo começou em 1992, quando Huibers teve um sonho, onde via seu país debaixo d’água devido a uma inundação, e acabou se deparando, além disso, com um livro que mostrava imagens do Grande Dilúvio descrito no livro do Gênesis, o primeiro da Bíblia. Estes fatos o inspiraram a construir uma arca (um tipo de embarcação) nos moldes descritos no livro religioso, e treze anos depois do sonho que teve, seu projeto começou a tomar forma, sendo concluído em meados de 2009.

Proporções bíblicas

Hoje, com 57 anos de idade, Johan Huibers se orgulha de sua arca terminada.

Publicidade
Publicidade

A um custo de 4 milhões de dólares (cerca de R$ 14 milhões, no câmbio atual), seu projeto possui cerca de 125 metros de comprimento, 29 de largura e 23 de altura – o que corresponde a aproximadamente metade do tamanho das especificações descritas na Bíblia. A embarcação é feita de cedro e pinho, e possui réplicas de animais em seu interior, também construídos em madeira.

Atualmente, a arca está ancorada em Dordrecht, a 96 km do sul de Amsterdã, e é uma atração turística itinerante. Com capacidade para receber 3 mil pessoas por dia, é ao mesmo tempo, um museu e um centro de eventos interativo.  

O projeto possui uma fundação sem fins lucrativos para arrecadar recursos, conhecida como The Ark of Noah Foundation, cujo objetivo, atualmente, é trazer a embarcação para o Brasil, durante a realização das Olimpíadas.

Publicidade

Primeiramente, a ideia é ancorar a arca em Fortaleza, durante os jogos olímpicos, e trazê-la até o Rio de Janeiro durante as Paraolimpíadas.

O problema é que trazer a embarcação de 2.500 toneladas para o Brasil gerará um custo de 1,5 milhão de dólares (mais de R$ 5 milhões), e atualmente a The Ark of Noah Foundation conta com um caixa de US$ 1.800 (pouco mais de R$ 6 mil). Será necessário um verdadeiro “milagre” para realizar esta meta, mas David Rivera, um integrante da fundação, ainda não desanimou, declarando: “Sempre há uma esperança”.

Assista a algumas imagens da arca:

#Curiosidades #Rio2016