Imagens impressionantes começaram a circular neste domingo, 29, mostrando uma criança de quatro anos sob o poder de um enorme gorila. Muita gente acreditou que o fato poderia ser antigo ou até mesmo uma vantagem. No entanto, de acordo com a agência Reuters, o incidente é real e aconteceu neste fim de semana no zoológico em Cincinatti, estado de Ohio, nos Estados Unidos. O menino das imagens não teve nome identificado, mas está vivo. Mais à frente nesta reportagem, falaremos sobre o seu estado de saúde. 

O garoto levado engatinhou sem seus responsáveis perceberem até uma barreira. Ele passou por baixo da barreira e caiu de mais 3,5 metros.

Publicidade
Publicidade

Por sorte, a queda foi na água, que minimizou o impacto. No entanto, o local onde aconteceu o incidente é justamente onde vivem os gorilas do zoológico local. Um deles se encantou com a criança, brincando com ela. O problema é que o animal é muito grande, tendo quase 200 quilos. A brutalidade das cenas impressiona. 

De acordo com a Reuters, o menino não ficou ferido na queda, mas o gorila, de nome Harembe, o puxou para todos os lados. O animal tinha 17  anos e machucou o garoto durante dez minutos. Até que, sem outra alternativa, os tratadores locais, precisaram matar o animal. Em entrevista à imprensa, Thayne Mayrand, diretor do zoológico, disse que todos precisaram tomar uma decisão difícil, mas que o mais importante sempre é a vida humana. "Podia ter sido muito pior", desabafou. 

O diretor lamentou a morte do animal e disse que sua equipe estava fragilmente emocionada.

Publicidade

Harembe foi viver no local depois de ter saído de um zoológico do Texas. A criança está internada com ferimentos sérios em um hospital local. No entanto, os médicos aliviaram a família do menino, dizendo que não há chances dele morrer. A imprensa americana agora tenta entender onde o zoológico falhou. 

Não é o primeiro incidente envolvendo humanos e animais em zoológicos. Todos eles aconteceram recentemente por culta de humanos, crianças ou adultos que decidiram se arriscar com o desconhecido. 

Veja abaixo o vídeo que repercutiu em todo o mundo:

#Crime #Investigação Criminal