Durante apresentação do trânsito de Mercúrio próximo ao Sol, em maio passado, para um canal da #Internet, o respeitado astrônomo Paul Cox, acusa a Agência Espacial Americana (NASA) de acobertar a existência de um segundo Sol, chamado pelos teóricos da conspiração, Nibiru (ou Planeta X).

Segundo informações do jornal britânico Express, domingo (5), o astrônomo, conhecido por transmitir eventos desse tipo, ao vivo, comenta sobre o suposto 12º planeta, no momento em que ele é filmado como um pequeno ponto próximo à nossa estrela-mãe.

Conspirólogos acreditam que o hipotético Planeta X tem uma vasta órbita e que, em algum momento, ele passará próximo a Terra.

Publicidade
Publicidade

Nesse dia, dizem, a intensa gravidade do improvável corpo celeste trará caos ao nosso planeta, provocando terremotos e os mais variados eventos naturais.

Embora Nibiru seja desacreditado por 99% dos cientistas, crentes da teoria do 12º planeta, alegam que a descoberta do pretenso planeta 9, na borda do nosso sistema solar, pelos cientistas da NASA, indica a existência do mitológico astro.

Conforme o Express, o “auge” da revelação ocorre no momento em que Paul Cox observa Mercúrio transitar pelo sol. Nesse contexto, ele mostra o sol e Mercúrio à esquerda, e um desconhecido corpo celeste à direita, que alguns espectadores pensaram ser apenas o reflexo solar.

“Você pode ver o pequeno ponto preto... que é Mercúrio. Agora, você pode estar se perguntando o que é essa grande coisa redonda à direita do nosso sol? Esse é o nosso segundo sol.

Publicidade

Não sei se vocês sabiam que tínhamos um segundo sol, mas ele está lá”, narra Cox, em 9 de maio, dia do evento.

O cientista acusa a NASA e outras agências de omitir a verdade sobre o controverso Nibiru.

“A NASA e outras organizações costumam esconder isso de nós. Mas é verdade”, revela.

Contudo, alguns espectadores avaliam que Paul estava apenas “brincando” com o público, apesar dele não ter admitido o fato.

Após as declarações, diversos vídeos foram publicados na internet, referindo-se às denúncias do cientista, para aparentar credibilidade à notícia.

Um deles, divulgado pelo blogueiro Jacob Israel, enfatiza a inusitada revelação, proferida, nas palavras dele, “por um indivíduo com credibilidade profissional”.

Até o momento, a Agência Espacial Americana não comentou as acusações do vídeo abaixo (inglês).

#Mídia #Curiosidades