Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos da América, fez uma aparição no canal oficial do Youtube de Hillary Clinton, pré-candidata às eleições deste ano. Nele, Obama parabeniza e declara seu apoio à possível primeira mulher eleita à presidência do país. “Eu não acho que exista uma pessoa tão qualificada a assumir este escritório”, disse em referência à Clinton.

No vídeo de aproximadamente três minutos, Obama se diz entusiasmado e aproveita para anunciar que participará da campanha democrata rumo à Casa Branca. “Estou pronto”, diz. O atual presidente também lembra da concorrência imposta por Hillary e dos mais de 20 debates em que estiveram frente a frente nas campanhas anteriores.

Publicidade
Publicidade

Para ele, Hillary tem a coragem, a compaixão e o coração necessários para executar o trabalho.

Na terça-feira (07), o rival de Hillary nas primárias, Bernie Sanders, agradeceu a imparcialidade de Obama e se recusou a desistir da corrida, mesmo após a vantagem aberta pela ex-Secretária de Estado. Na mensagem, o chefe de estado parabeniza Sanders pela “incrível campanha” e por trazer à tona opiniões sobre desigualdade econômica, por exemplo.

Pensando nas etapas decisivas da eleição, em que democratas e republicanos se enfrentarão, em novembro, Obama deixa claro que Sanders será importante tanto para a vitória de Hillary como para o fortalecimento do Partido Democrata. “A Secretária Clinton e o Senador Sanders podem ter sido rivais nestas primárias, mas os dois são patriotas amam este país”, afirma.

Publicidade

HILLARY VS TRUMP

Hillary Clinton e Donald Trump se consolidaram como presumíveis candidatos na eleição presidencial dos EUA em novembro. Durante as primárias, os dois manifestaram ideias diferentes para temas em comum. Enquanto Clinton defende programas que promovam integração e naturalização de imigrantes, Trump declarou interesse em construir um muro na fronteira com o México.

Para a questão do aborto, Trump afirma aceitar o procedimento apenas em casos de risco de vida para a mãe, incesto ou estupro. Hillary adota uma postura de apoio às mulheres, prometendo respeitar as escolhas de qualquer gestante, suas famílias e fé.

As votações terão início no dia 8 de novembro de 2016.

Assista ao vídeo:

#Dentro da política #Racismo #Eleições EUA 2016