Mais um atentado contra um ex-cantor do 'The Voice' foi realizado neste sábado, 18. Pouco mais de uma semana depois de uma americana ser morta por um fã durante uma sessão de autógrafos, é a vez de um integrante do reality show do México morrer em situação parecida. De acordo com informações do jornal 'Chicago Tribune', Alejandro "Jano" Fuentes foi assassinado nesse fim de semana. Ele participou do 'The Voice México' em 2011, sendo um dos cantores que chegou até à uma das etapas mais avançadas do programa. 

De acordo com o site americano, o cantor comemorava o aniversário de 45 anos com alunos. Ele dá aula de canto no estado de Chicago, nos Estados Unidos, quando ao sair do local foi atingido por disparos à queima roupa.

Publicidade
Publicidade

Ele teria levado três tiros na cabeça. Segundo testemunhas, o cantor estava entrando no carro com amigos para ir embora para casa, quando um criminoso apareceu com uma arma na mão. O homem apenas mandou Alejandro "Jano" Fuentes sair do veículo. Esse obedeceu. No entanto, o bandido foi impiedoso com a vítima.  

Em entrevista à uma emissora de televisão americana, um amigo do artista falecido, Miguel Sanchez, contou que o amigo ainda estava em uma batalha pela vida em um hospital local. Horas depois, no entanto, o hospital Mount Sinai, onde o cantor teve sua internação realizada, confirmou que o cantor estava morto. A entidade, no entanto, pediu privacidade aos jornalistas. Segundo o hospital, a família estava muito fragilizada e não queria que divulgações fossem realizadas sobre o ex 'The Voice'. 

Na semana retrasada, a cantora Christina Grimmei, terceiro lugar do 'The Voice' americano também foi morta.

Publicidade

O atentado contra ela ocorreu na cidade de Orlando, no estado da Flórida. Um fã chegou armado com um fuzil e uma pistola durante uma sessão de autógrafos. Após matar a cantora que acabara de realizar uma apresentação, o atirador também se matou, cometendo assim um suicídio. O caso gerou muita comoção na região. No entanto, logo depois, a mesma cidade foi alvo de outro atentato, que matou 49 pessoas em uma boate.  #Crime #Investigação Criminal