Ainda abalada e em Estado de Emergência por conta dos atentados do dia de 13 de novembro de 2015, quando homens do Estado Islâmico (EI) deixaram 130 mortos em Paris, a França se prepara como pode para receber a #Eurocopa 2016. A competição terá início no próximo dia 10, sexta-feira, com a partida entre os anfitriões e a Romênia, válida pelo Grupo A.

Entre policiais, soldados e agentes privados de segurança, aproximadamente 90 mil homens estarão com a missão de evitar maiores problemas durante a realização dos jogos, que vão de 10 de junho até 10 de julho. Em um mês, cerca de 2,5 milhões de torcedores são esperados no estádios para as 51 partidas previstas.

Publicidade
Publicidade

A Euro também disponibilizará Fan-Zones para que os torcedores possam confraternizar e acompanharem as partidas fora dos estádios. Como os locais devem receber um bom número de fãs, a organização dos jogos planejou um reforço na segurança durante os eventos. 

Além do péssimo clima para eventos em decorrência da proximidade com os ataques de novembro passado, a França ainda convive com uma série de protestos e reclamações da população por demandas de ordens públicas e governamentais. Faltando um ano para novas eleições presidenciais, franceses têm ido às ruas contra a reforma de leis trabalhistas. #Europa #Ataque Terrorista