O pequeno Ethan é um exemplo de superação. Desde bem cedo, o menino foi confrontado por problemas sérios de saúde. Se recuperou e agora, com apenas quatro anos de vida, salvou seu irmão, sem nunca mostrar qualquer sinal de receio. Doou sua medula óssea, salvando a vida do bebê Jacob, que estava sofrendo de leucemia. Os dois irmãos se encontram bem, depois de uma prova de amor do irmão, que está orgulhando seus pais. 

O transplante de medula óssea é sempre complicado. As dificuldades começam logo na questão da compatibilidade. Nem sempre é fácil  encontrar um doador compatível o suficiente para que o transplante resulte. No meio do azar de sofrer de leucemia desde os quatro meses, Jacob deu sorte com o irmão mais velho e corajoso que tem.

Publicidade
Publicidade

Ethan foi um verdadeiro herói, doando sua medula sem nunca mostrar medo de todo o processo no hospital. O menino compreendeu sua missão, sabendo sempre que estava salvando a vida do bebê. 

E logo Ethan a quem não faltariam razões para ter medo de hospitais, médicos e agulhas. O menino tinha um ano de idade quando sofreu de pneumonia e teve que ser transferido para o hospital de Liverpool, onde foi colocado sob cuidados intensivos. Ethan recebeu os melhores cuidados e conseguiu se curar completamente. Os médicos salvaram sua vida e agora Ethan devolveu essa benesse, ajudando a salvar a vida do irmão. 

Os transplantes de medula óssea têm tanto mais sucesso quanto maior for a compatibilidade. E geralmente, os irmãos são os mais próximos na compatibilidade. Ethan e Jacob apresentaram valores muito próximos e, também por isso, o transplante acabou sendo um sucesso. 

Oito meses depois do transplante, Jacob está se recuperando muito bem, sempre do lado de Ethan.

Publicidade

O pai dos meninos, Matt, está apelando para que as pessoas se candidatem a doadores, até porque nem todos os meninos têm a sorte de ter um irmão compatível, como Jacob. Sobre o comportamento do filho mais velho, Matt demonstra todo seu orgulho pela coragem do menino em todo processo. "Foi um desafio, mas ele foi incrível e fez tudo sem questionar", contou o pai, citado pelo jornal Mirror. 

Matt explicou que tentaram, sempre que Ethan percebeu o que estava fazendo, que ficaria anestesiado e acordaria em uma maca, mas que seria tudo para o bem do bebê. Ethan teria concordado com tudo, sem nunca perguntar nada.  #Europa #sistema de saúde