Moradores da Inglaterra estão impressionados com as constantes anomalias registradas há três dias, no céu de várias cidades do país.

Vídeos do fenômeno, divulgados em diversos canais do Youtube, mostram as insólitas luzes em meios às nuvens, na madrugada de sexta-feira (3).

De acordo com o jornal britânico Mirror, sábado (4), testemunhas revelaram o fato de os clarões ficarem expostos por cerca de uma hora, antes de sumirem.

Zachary Weaver, que presenciou o evento sobre o município de Manchester, três dias seguidos, confidenciou estar confuso sobre a origem do episódio.

"Acho que é bastante estranho. Está acontecendo durante as últimas três noites”, destaca.

Publicidade
Publicidade

Embora seja difícil avaliar a causa do acontecimento, Weaver alega ter avistado objetos sólidos, imersos na claridade.

“Parece que há pequenos discos pretos que aparecem na luz, mas eu não tenho ideia do que possa ser. Estou esperando alguém identificar”, fala.

Porém, outra testemunha, Karol Dobrowolski, que diz ter notado o mesmo fenômeno enquanto voltava do trabalho, na madrugada deste sábado (4), acredita que o efeito luminoso possa estar relacionado com o brilho expelido pelo planeta Saturno, atualmente visível da Terra.

“As luzes apareceram na madrugada, pouco antes da 1 hora, e desapareceram próximo das 2h30min. Fiz algumas pesquisas e agora quero saber se o motivo pode ser astrológico”, avalia.

Aproximação máxima de Saturno

Ao que tudo indica, a britânica Karol pode estar certa em desconfiar do planeta Saturno como o causador das emblemáticas luzes.

Publicidade

Conforme indicam os sites astronômicos, a aproximação máxima do planeta com a Terra ocorreu exatamente na sexta-feira, mesmo dia em que elas foram gravadas sobre o Reino Unido.

Naquele período, Saturno esteve em oposição ao Sol, percorrendo o céu durante toda a madrugada, em diversas direções.

Apesar da forte suspeita, não podemos ignorar relatos de que o clarão estava sendo observado há três dias, antes da aproximação máxima.

Até o momento, autoridades não comentaram o assunto.

#Mídia #Curiosidades #Internet