Relações entre mães e filhos costumam ser regadas de muito amor, carinho e cuidado. Não para uma mãe que nessa semana ficou bem irritada e decidiu jogar o próprio filho de um prédio. O caso ocorreu na província de Hubei, na China. O #Crime foi realizado pela mulher após essa descobrir que o seu marido, pai da criança, estaria apaixonado por outra chinesa. Ele pedia pelo telefone o divórcio. A criança tem apenas dois anos. Mesmo sendo jogada do sétimo andar, de uma altura de mais de vinte metros, a vítima sobreviveu à queda. 

A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 15, pelo jornal inglês 'Daily Mail'. Por se tratar de uma criança e pela imagem ser chocante, a Blasting News optou por pixalizar o conteúdo.

Publicidade
Publicidade

Testemunhas que estavam no local disseram que a mulher não parecia muito se importar pelo o que fez. "Ela é muito fria. Só apareceu depois que os vizinhos começaram a gritar. Primeiro ela diz que foi um acidente, mas depois acabou sendo pega na mentira", disse uma vizinha da chinesa que promoveu o crime contra o próprio filho. 

O pai do garoto seria muito próximo ao filho. Ele sempre quis ter um filho homem e disse que com o divórcio pretendia cuidar da criança. "Ela já tinha um histórico de bater no garoto. Brigávamos muito por isso. Mas jamais imaginei que ela seria capaz de realizar um ato tão bárbaro", disse o pai desesperado. "Não sei o que faria se eu perdesse meu menino", continuo ele. 

Segundo o site inglês, o menino chinês de dois anos teve fraturas graves. O crânio e o braço direito foram quebrados.

Publicidade

Felizmente, a equipe médica acredita que a criança vai sobreviver. Ela teria batido em um toldo antes de cair na grama, o que teria diminuído o impacto da queda. O menino continua internado no hospital de Tongjii. A mãe do menino será investigada, mas até o fechamento desta reportagem ainda não havia informações de uma prisão.

Médicos ainda não sabem dizer se a vítima terá alguma sequela por conta da queda. Isso só deve ser descoberto ao longo dos dias e depois do menino passar por intensivos exames.  #Investigação Criminal