Com a #Escola terminando, alguns colegas de turma prepararam uma surpresa inesquecível para um menino portador de trissomia 21. No dia do esporte, os meninos combinaram entre eles que deveriam deixar um garoto com síndrome de Down ganhar. Rory Kettles ganhou a corrida dos cem metros e, mais atrás, todos os colegas terminaram a corrida de mãos dadas, no segundo lugar. Na plateia, pais e amigos estavam assistindo à prova e ficaram em lágrimas, emocionados com essa surpresa. 

Os meninos estavam estudando no sexto ano e, em setembro, muitos deles serão separados por escolas diferentes. Estudaram junto com Rory, um menino especial, desde o primeiro ano e, entre eles, pensaram que ele ia adorar vencer uma medalha no seu último dia de esporte nessa escola de Lincolnshire, na Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

O vídeo da corrida foi compartilhado por pais que estavam assistindo e está viralizando na Internet. Em um momento em que se assiste, cada vez mais e por todo o mundo, a discriminações e intolerância perante as diferenças dos outros, o bom exemplo chegou por algumas crianças de apenas onze anos. Esses meninos preferiram fazer um amigo especial feliz, em vez de disputarem uma prova e ganharem eles mesmos um primeiro lugar. 

As crianças deixaram Rory partir na frente e, logo atrás dele, deram as mãos, terminando todos no segundo lugar. Assim que cortaram a meta, continuaram correndo para abraçar o campeão, que ficou visivelmente comovido. 

Assista ao vídeo

A mãe de Rory não tem mais como agradecer pelo que os coleguinhas do filho fizeram. "Ele ficou na lua" com essa vitória, contou Ros, a mãe do menino portador de Síndrome de Down, para o jornal Daily Mail.

Publicidade

A mãe contou que o menino sempre foi muito acarinhado por todos os colegas e que ele foi muito feliz na sua passagem por essa escola, revelando ainda que não sabia a surpresa que eles estavam preparando para Rory, por seu último dia de esporte. Ros contou ainda que seu filho adora praticar esporte e, também por isso, ganhar essa medalha foi tão especial para ele. 

Também a professora Mariclare Potterton revelou estar se sentindo "orgulhosa" pelos meninos e garantiu que a ideia foi mesmo deles. Michelle Drury é a mãe de um dos meninos, colega de Rory e não poderia estar mais orgulhosa pelo seu filho. Para o jornal Daily Mail, contou que todo o mundo terminou a prova chorando, tão emocionados estavam pelo comportamento desses meninos. "Essas crianças não sabem o quão incrível elas são", contou Michelle que reparou ainda que, para os meninos, isso "não foi nada demais", eles apenas fizeram aquilo que consideraram o mais correto.  #Europa #Viral