Um caso que ocorreu na Europa está repercutindo em todo o mundo. O momento da gravidez é sempre muito esperado por todo, não é mesmo? Papais e mamães ficam muito animados com o nascimento de um herdeiro. Foi isso também o que ocorreu com uma mulher europeia. Ela passou por um exame de ultrassom. Até aí tudo bem, não é verdade? O problema foi o que o exame acabou mostrando. As imagens surpreenderam até os ginecologistas de um hospital europeu. A imagem mostra que a mulher estaria grávida de um "carro" e não de uma criança". 

A mãe, grávida de 24 meses, garantiu que não entendeu o que ocorreu, tampouco que usaria carros parecidos com o exibido da imagem do ultrassom.

Publicidade
Publicidade

O objetivo dela era saber se o bebê era um menino ou uma menina. "Esperava até que fossem gêmeos pelo tamanho da barriga, mas um carro jamais", disse brincando a mulher que preferiu que seu nome não fosse identificado. 

A foto com o ultrassom do carro está sendo compartilhada  nas redes sociais. Apesar de ter repercutido em todo o mundo, a Blasting News lembra que seres humanos não podem gerar máquinas. O que ocorreu foi um contraste curioso, que acabou dando a impressão que a ultrassom exibia um carro. O casal já tinha um filha, gerada de fertilização artificial. 

O pai do garoto, que até agora não sabe qual é o sexo da criança, postou na rede social que acredita que venha por aí um menino. "Acho que ele vai gostar muito de carros e essa é uma característica geralmente masculina. Estou muito feliz porque já temos uma menina e agora os dois farão companhia um para o outro", argumentou o pai da criança. 

O hospital onde o exame de ultrassom aconteceu não sabe explicar como um carro foi parar no local do bebê, mas garante que novos exames serão feitos sem custos para o casal.

Publicidade

Para a sorte da mamãe de segunda viagem, os exames iniciais indicam que o filho dela, que não é um carro, está muito bem. Ele está crescendo na velocidade normal e já tem até um peso significativo. Já pensou se isso ocorre com você? Que susto, né?  #Curiosidades