Em Portugal, uma nova onda de indignação está acontecendo nas redes sociais. Tudo porque uma taróloga, em um programa de #Televisão, depois de ler as cartas em uma consulta, aconselhou uma mulher a agir como uma "mãe" perante às agressões do seu próprio marido.

Depois de ouvir os desabafos da vítima de #Violência doméstica, a apresentadora em momento algum aconselhou a espetadora a contatar as autoridades e por isso está sendo muito criticada pela maioria dos portugueses.

Tudo aconteceu quando Maria da Glória, uma mulher de 69 anos, ligou para o programa “A vida nas cartas - o Dilema”, um programa ao vivo do canal de televisão SIC em que os espetadores são atendidas por uma taróloga em uma consulta gratuita.

Publicidade
Publicidade

Maria da Glória começou a dizer que andava muito nervosa devido ao comportamento do seu marido e, com o desabafo, acabou confessando que é vítima de violência doméstica há 40 anos, descrevendo o que sofre nas mãos do marido, ao confirmar que este último lhe bate regularmente.

Em seguida, a taróloga lançou as cartas e começou a dar conselhos para a espectadora. Para surpresa de muitos, a profissional não orientou a mulher para que procurasse ajuda junto às autoridades, mas sim que a mesma não discutisse com o marido, evitando conflitos, de certa forma culpando a espectadora pela violência da qual é vítima. 

Escolha do marido

A taróloga da SIC continuou com o seu discurso e a um certo ponto disse à espetadora que, se ela tinha escolhido aquele marido, então teria de ficar com ele independentemente de qualquer coisa.

Publicidade

Acrescentou depois que: “Quando damos amor, recebemos amor... Mas, quando damos violência, recebemos violência.".

Ao longo dessa última quinta-feira, não demoraram a surgir nas redes sociais vários comentários de indignação com a consulta de tarô exibida pela emissora portuguesa. A maioria dos usuários do Facebook chamou a taróloga de irresponsável por não ter aconselhado a mulher a fazer queixa do marido para a polícia ou para uma associação de apoio às vítimas de violência doméstica.

O que você pensa sobre esse caso? Acha que a taróloga agiu bem? Escreva a sua opinião nos comentários! #Crime