O Tribunal de Lisboa anunciou que retirou os saldos bancários, bem como outros bens valiosos, a Slimani, pois o argelino não paga a alegada dívida que tem para com o seu antigo empresário, na ordem dos 183 mil euros. Tal como informou hoje, dia 11 de junho, o jornal “A Bola”, o argelino já sabe que tem as suas contas bancárias, pelo menos as portuguesas, completamente congeladas e os seus dois carros na posse do Estado português. Tudo começou quando o seu antigo empresário apresentou uma queixa contra Slimani sobre alegadas comissões que não foram pagas, fazendo com que o Tribunal de Lisboa ordenasse esta medida extrema.

Conhecido por ser muito explosivo e, por vezes, descontrolado nas suas ações, Slimani enfrenta um dos maiores desafios desde que chegou a Portugal: conseguir reduzir a dívida que tem para pagar e recuperar todos os seus bens por inteiro, tendo, no entanto, envergonhado milhares de portugueses que são fãs de Slimani que, nas redes sociais, não acreditam que o seu ídolo esteja em uma situação dessas.

Publicidade
Publicidade

Provavelmente a poucas semanas de deixar Portugal para ir trabalhar para Inglaterra, o Tribunal de Lisboa optou por retirar os bens de Slimani o mais rapidamente possível com o receio de não conseguir obrigar o argelino a pagar as suas dívidas. Além dos saldos bancários e dos seus carros, o Tribunal ficou com um terço do ordenado de Slimani, até ele resolver pagar ao seu antigo empresário os 183 mil euros, uma medida que está causando muita polêmica em Portugal.

Atualmente, passando umas merecidas férias, Slimani ainda não reagiu publicamente à medida extrema aplicada pela #Justiça portuguesa, sendo cada vez mais certo que o argelino vá pagar a dívida por inteiro o mais rapidamente possível, visto que o valor das suas contas, do seu ordenado e dos carros retirados são bem superiores aos 183 mil euros que o seu antigo empresário sempre exigiu das comissões de Slimani, antes mesmo do argelino renovar o seu contrato.

Publicidade

Nas redes sociais, a maioria dos portugueses se diz envergonhado pela atitude irresponsável de Slimani, garantindo que vai acabar saindo pela porta pequena de Portugal depois desse problema judicial grave. #Europa #Investigação Criminal