As autoridades parecem estar cada vez mais próximas de descobrir qual era, na verdade, o relacionamento que os pais de Maddie tinham com o pedófilo, antes e depois do desaparecimento da menina. Tal como informa o jornal “Daily Express”, a polícia inglesa conseguiu descobrir uma série de emails trocados entre os McCann e o pedófilo, que teriam misteriosamente terminado depois de Maddie ter desaparecido. Dado o seu enorme histórico de abusos e estupros, e ao fato de ter uma casa a poucos metros do local do #Crime, Freud, que morreu em 2009, já é considerado o maior suspeito do caso Maddie.

Durante muitos anos as autoridades portuguesas e inglesas praticamente não conseguiram deter um suspeito sólido no crime realizado em maio de 2007, que teve como vítima Maddie McCann.

Publicidade
Publicidade

Contudo, e depois do processo ter sido arquivado várias vezes, um famoso pedófilo, antigo amigo dos pais da menina, parece ser a chave para resolver finalmente o mistério.

Segundo informa o jornal inglês “Daily Express”, as autoridades, após terem descoberto o histórico do neto do conhecido Freud, rapidamente encontraram uma ligação arrepiante do pedófilo com os pais de Maddie. A mesma publicação garante que uma série de emails foram trocados entre os três intervenientes e que teriam sido trocados antes do crime, visto que as autoridades já chegaram à conclusão que, após o desaparecimento de Maddie, pelo menos a conversa por emails rapidamente terminou, sem se saber exatamente a razão.

Demonstrando estarem muito perturbados com as notícias dos últimos dias, que demonstram bem quem foi na realidade Clement Freud, os pais de Maddie tiveram a necessidade de lançar um comunicado no qual garantem que nunca tinham notado que o seu antigo amigo era pedófilo e que, por isso mesmo, estão tão incomodados como todos os ingleses que gostavam do antigo político, que durante a sua vida sempre teve um enorme apoio.

Publicidade

As investigações prosseguem, sendo que os emails podem acabar sendo essenciais para que se consiga resolver um crime que, pelo menos até agora, era considerado perfeito pelas autoridades portuguesas, que nos últimos anos têm sofrido uma enorme pressão para conseguir encontrar o responsável pelo rapto de Maddie. #Europa #Investigação Criminal