Um polêmico vídeo, divulgado neste sábado (18), na imprensa europeia, em que uma adolescente supostamente possuída pelo demônio passa por um ritual de exorcismo, tem mexido com a opinião pública. Sem identificar o nome da ‘vítima’, o país de origem e a data do acontecimento, as poucas informações sobre o evento sugerem que o caso tenha acontecido em algum país latino-americano, devido ao idioma falado (espanhol) e às características físicas dos indivíduos.

Embora diversas patologias mentais, como a esquizofrenia ou a bipolaridade (em que os doentes ‘juram’ falar com pessoas mortas ou ouvir vozes demoníacas, entre outras características), possam ser relacionadas a esse tipo de comportamento, o episódio externado nos veículos de comunicação deste sábado sugere o envolvimento do ‘coisa ruim’ na intempestiva atitude da protagonista dessa reportagem.

Publicidade
Publicidade

No início da conjuração, é possível perceber uma espécie de calmaria no ambiente, enquanto a ‘possuída’ conversa com uma mulher de branco, certamente uma religiosa que está no local para expulsar o ‘maligno’. Após alguns segundos de prosa, a tranquilidade é rompida. A vítima - se é que podemos chamar assim -, agora se debate na cama e pronuncia palavras ininteligíveis, como se tivesse surtado, ou entrado num tipo de ‘transe’ mediúnico.

Um pouco antes dela ser totalmente dominada pelo ‘demônio’, a médium alega a existência de uma possível gravidez da jovem, que, aparentando surpresa, diz desconhecer o fato. Após a breve conversa sobre a pretensa gestação, ela começa a gritar e a se debater com violência. Nesse momento, vários homens a contêm na cama, enquanto a mulher de branco e todos ao redor rezam, com objetivo de afugentar o 'capeta'.

Publicidade

No final do ritual, o diabo é expulso.

Sabendo que milhões de pessoas continuam a acreditar na influência de Satanás sobre as atitudes humanas, não podemos esquecer que na Idade Média, o pior período para a nossa civilização, onde pensadores eram jogados na fogueira, acusados de traírem os conceitos do catolicismo, indivíduos com transtornos mentais eram acusados de serem possuídos pelo demônio. À época, esses sujeitos eram punidos com a morte, ou passavam o resto da vida acorrentados nos sinistros manicômios medievais, como o Di Mombello, na Itália, considerado a instituição mais macabra que já existiu.

Talvez o demônio de antes e o de agora sejam as mesmas doenças mentais que sempre infringiram os mais inusitados comportamentos. Ou talvez seja mesmo o diabo, vai saber.

 

  #Mídia #Curiosidades #Internet