Ultimamente a sociedade está sendo bombardeada por notícias não tão boas e, acabou de ser veiculado, infelizmente, um boletim aterrorizante, informando que o planeta atualmente tem menos paz do que exatamente há 10 anos.

O IEP - Instituto para Economia e Paz (IEP), órgão de estudos internacionais que aborda temas como o desenvolvimento humano, revelou que a quantidade de vítimas em diferentes conflitos atingiu o número de 60 milhões no ano passado. 

Já o IGP - Índice Global da Paz da mesma organização apontou que, nos últimos 25 anos, aconteceu a maior elevação de óbitos em decorrência de guerras e atentados, onde apenas 69 nações não registraram nenhum problema com o #Terrorismo em 2015.

Publicidade
Publicidade

Se somente o Oriente Médio e o Norte da África fossem separados do restante do globo, poderia-se até dizer que, em média, a paz mundial melhorou, mas hoje com a globalização, o que acontece no outro lado do mundo afeta até mesmo os que estão, por exemplo, no Brasil. 

10 países mais pacíficos*: 

  • Islândia: IGP de 1,192
  • Dinamarca: 1,246
  • Áustria: 1,278
  • Nova Zelândia: 1,287
  • Portugal: 1,356
  • República Tcheca: 1,360
  • Suíça: 1,370
  • Canadá: 1,388
  • Japão: 1,395
  • Eslovênia: 1,408 

* Dados do Índice Global da Paz 2016 

São 23 os critérios analisados pelo índice, que está em sua 10.ª edição. A quantidade e tempo de duração de vários conflitos, número de assassinatos, potencial para passeatas violentas e o nível de armamento de um país ou área estão entre os principais indicadores. 

Outro critério de “medição da paz” é uma escala imaginária que vai do número 1 ao 5, significando que quanto mais próximo um país qualquer estiver do “1”, maior é o contexto de paz presente no mesmo.

Publicidade

O número “5” representa instabilidade e violência na região.

O Brasil foi classificado com o índice 2,176, bem distante da ilha da Islândia com 1,192 - 1.º lugar no ranking de países mais pacíficos, mas na frente do Sudão do Sul, Síria, Iraque, Somália e Afeganistão, considerados os mais belicosos e instáveis. 

Causas

O Brasil caiu 2 patamares em relação ao posicionamento em 2015, ficando na 105.ª posição de terra mais pacífica, isso diante de 163 países estudados no IGP. O resultado ruim se deu graças ao cenário de extrema instabilidade política que o gigante latino-americano vem vivendo, conseguindo ficar atrás até mesmo do Haiti (89º), Jordânia (96º) e Estados Unidos (103º). 

O IEP ratificou que os escândalos de corrupção, investigados pela Operação Lava Jato, desencadearam a instabilidade social e política no país. A pesquisa revelou ainda que o Brasil é o 32.º país que mais gasta para estancar a violência, algo em torno de US$ 338 bilhões ou 14% do PIB – Produto Interno Bruto. 

A título de curiosidade, 81 nações conseguiram melhorar seus registros numéricos de paz, mas em contrapartida, em 79 países, aconteceu justamente o contrário, havendo a deterioração crônica da segurança, como na Turquia, Ucrânia, Panamá, entre outros. 

Quanto ao terrorismo, esse se concentra principalmente no Iraque, Síria, Paquistão, Afeganistão e Nigéria, todavia se alastra rapidamente para outras terras.

Publicidade

A pergunta que resta a todos fazer é: quando haverá verdadeira paz e segurança? #Comportamento #Guerra Civil