O caso aconteceu na última quarta-feira (20), na cidade de Mushreerabad na Índia, quando um grupo formado por três adolescentes resolveu publicar uma matéria sobre #Animais. Na ocasião três filhotes da raça vira-lata, que viviam pelas ruas da cidade, foram lançados contra uma fogueira colocada no meio da rua. Diversas organizações protetoras dos animais espalhadas pelo mundo repudiaram este episódio lamentável de extrema violência praticado contra animais de rua. Todos pedem que a justiça seja feita e esperam que os criminosos sejam punidos severamente.

As imagens foram gravadas por meio de um celular e logo em seguida foram publicadas nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

Durante a filmagem é possível ver um rapaz carregando os filhotes pelo rabo e em seguida ele os atira contra o fogo como se estivesse segurando um pedaço de lenha. No decorrer da gravação, pode-se ouvir o choro dos animais ardendo nas chamas. Felizmente os moradores locais conseguiram intervir no ato ''bárbaro'' e os cães foram resgatados ainda com vida. Todos apresentavam graves queimaduras e foram levados para a clínica veterinária mais próxima. Até o término desta matéria não se sabe se os animais sobreviveram ou não. Uma das principais ativistas do grupo Humane Society Internacional, a indiana Navamita Mukherjee, espera que os culpados sejam punidos.

"Aguardamos que as autoridades policiais, juntamente com o tribunal de justiça, ajam rapidamente de forma a darem uma resposta para a sociedade.

Publicidade

Uma avaliação psiquiátrica também deve ser realizada nos acusados. Este ato é um indicador do comportamento anti-social grave, incluindo infracções penais e de violência contra mulheres e crianças", concluiu Mukherjee indignada com o nível de crueldade a que o ser humano é capaz de chegar.

Alguns moradores locais resolveram procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência no posto policial de Mushreerabad. Na ocasião, o vídeo serviu como prova. Mas segundo um oficial de polícia responsável pelo caso, por se tratarem de adolescentes, os garotos apenas serão encaminhados para acompanhamento psicológico.

No início do mês de julho, um caso semelhante já havia sido registrado na Índia. Na ocasião, um indiano conhecido como Gautam foi flagrado jogando uma cachorra do segundo andar do prédio de onde mora. Para felicidade de muitos, o animal acabou sobrevivendo. Já o agressor está respondendo processo por maus tratos aos animais. #Crime