Uma passeata realizada pela população terminou em tragédia. Cinco pessoas foram feridas por atiradores, todos eram policiais. O protesto aconteceu nos Estados Unidos, em Dallas. O manifesto era contra a violência da polícia, depois que policiais brancos mataram dois negros, na última semana.

Os atiradores disparam, à queima roupa, contra os policiais que estavam acompanhando o protesto. A polícia divulgou uma nota, informando que vários policiais foram atingidos. Os feridos foram encaminhados para o hospital, dois precisaram fazer cirurgia e três estão em estado grave. Infelizmente, quatro agentes morreram no local.

De acordo com informações da polícia, três pessoas suspeitas de envolvimento no tiroteio foram detidas para averiguação, dois homens e uma mulher.

Publicidade
Publicidade

Ainda houve um quarto elemento que disse ter colocado explosivos pela cidade, esse último acabou sendo morto.

Os atiradores ficaram em posições estratégicas, em cima de prédios, para poder atirar contra os policiais. Relatos de pessoas que presenciaram o fato, disseram ouvir vários disparos que provocaram pavor em todos que participavam da manifestação. Foram contabilizadas, na tragédia, onze vítimas no total, cinco mortos e seis feridos, todos policiais.

Manifestação nos Estados Unidos

A população protestava contra a violência usada pelos policiais. Não é a primeira vez que esse tipo de situação ocorre, principalmente ligada à questão do preconceito racial. Nesta última semana, dois homens negros foram mortos, um durante uma blitz em Minnesota. O outro rapaz foi assassinado em Luisiana, o fato foi registrado em vídeo e assistido por milhares de internautas.

Publicidade

A violência e a discriminação racial é uma realidade não só nos Estados Unidos, mas também em outros países do mundo.

Presidente dos Estados Unidos

Barack Obana se pronunciou em relação ao ocorrido, dizendo ter sido um ataque “cruel e desprezível”. "Estamos horrorizados com as mortes em Dallas. Não há justificativa para os ataques”.

Segundo o presidente americano, os ataques não têm justificativa e que o FBI está participando do procedimento de investigação para encontrar os responsáveis pela tragédia. #É Manchete! #Acidente