Pouco depois da tragédia que assolou a cidade de Nice, na França, imagens de pessoas desesperadas e confusas ao lado do corpo de amigos e familiares, bem como fotos de um local devastado pelo terror, começam a ganhar destaque na imprensa mundial.

A agência Reuters divulgou diversas fotos tiradas instantes após o ataque realizado durante as comemorações do Dia da Bastilha. O local estava repleto de homens e mulheres de diferentes idades, inclusive crianças e idosos, que prestigiavam uma queima de fogos em um evento anual, que contou com a presença do prefeito da cidade, Christian Estrosi.

Solidariedade para quem precisa ser acolhido

Moradores de Nice estão usando o Twitter para oferecer suas casas para as pessoas passarem a noite, pois a prefeitura local pediu que as pessoas não saiam de casa e as que se encontram nas ruas, que se abriguem em algum lugar.

Publicidade
Publicidade

Solidárias, moradores da região estão usando a hashtag #PortesOuvertesNice para colocar suas casas para abrigar quem precisa de um teto nessa noite.

O atentado

Um caminhão baú acelerou para cima das pessoas, onde os ocupantes do veículo atiraram para fora, atingindo fatalmente dezenas de vítimas. A polícia trocou tiros com os criminosos, conseguindo abater mortalmente o motorista. O segundo ocupante do veículo conseguiu fugir e até o momento não há informações oficiais sobre o seu paradeiro.

País pode ter sido vítima de novo #Ataque Terrorista

A SIC, emissora de TV de Portugal, divulgou com exclusividade que membros do ISIS usaram o Telegram para comemorar o ataque. Até o momento foram confirmados 78 óbitos e dezenas de feridos, entretanto, teme-se que esse número de vítimas possa aumentar.

Publicidade

Faz oito meses que o #Estado Islâmico realizou um massacre na capital do país, Paris, invadindo uma casa de shows e alvejando mortalmente mais de cem pessoas. No dia seguinte ao ataque, membros do grupo gravaram um vídeo para comemorar o crime e avisar que aquele ‘era só o começo’. Na ocasião, ameaçaram dominar Paris e destruir os franceses, que segundo suas crenças, são ‘infiéis’, por não seguirem a sharia, lei islâmica.

Estado Islâmico planejou atacar atletas franceses na Rio-2016

Nessa semana, durante uma comissão parlamentar, o general Christophe Gomart, responsável pela inteligência francesa, confirmou para um deputado que existe um brasileiro que se tornou membro do grupo terrorista ISIS e que havia planejado realizar um atentado contra a delegação olímpica da França no Rio de Janeiro.

Não foram divulgadas maiores informações e o general disse que só confirmou o fato por ter sido questionado, pois o assunto ainda é tratado com sigilo. A ABIN, até a data de ontem, 13, aguardava um comunicado oficial sobre o eventual ataque. Atualmente a Polícia Federal e a ABIN trabalham em conjunto com a inteligência de outros países na identificação e monitoramento de possíveis terroristas. #Terrorismo