Um #Acidente na França fez vários feridos, três deles se encontram em estado de grave e há um adolescente britânico lutando pela vida no hospital. De acordo com a imprensa francesa, o condutor teria adormecido, provocando o acidente. O ônibus teria deslizado por mais de 250 metros, até bater, travando, dessa forma, a sua marcha. No total, estavam viajando 48 pessoas, que, na sua maioria, eram estudantes do País de Gales, que estavam seguindo para Itália. O acidente aconteceu perto de Lons-le-Saunier, na fronteira entre a França e a Suíça. 

Os passageiros estariam seguindo para um campo de férias, para aproveitar o verão da #Europa.

Publicidade
Publicidade

Seriam, na sua maioria, estudantes que teriam entre os 14 e os 17 anos. No entanto, as férias de sonho rapidamente viraram um pesadelo. Ainda bem longe do seu destino, o condutor teria adormecido, e disso resultaram consequências trágicas. 

Após cair no sono, possivelmente pelas horas de cansaço acumuladas, o motorista acabou perdendo o controle do ônibus, batendo com violência e se despenhando para fora da sua faixa de rodagem.

De um choque violento, teriam resultado mais de trinta feridos, sendo que três deles tiveram que ser levados de helicóptero para o hospital, pela gravidade dos ferimentos. Essas três vítimas são as que mais preocupações estão levantando, sobretudo uma delas que estaria correndo risco de vida, de acordo com o jornal The Sun. 

Mais de cinquenta bombeiros estiveram envolvidos na operação de resgate, depois do acidente, e teriam sido fundamentais para que a sobrevivência das vítimas.

Publicidade

Nesse momento, estão também várias autoridades em contato com familiares das vítimas, prestando todo o tipo de apoio. 

Sobre o motorista que estava dirigindo no momento do acidente não se sabe muita informação ainda. A empresa para quem ele trabalhava ainda não prestou qualquer declaração, nem sobre o ônibus, nem sobre o condutor, se remetendo ao silêncio. 

A informação chegou pelas declarações de Laura Lebon, vice prefeita na França, dando como única explicação para esse acidente, o condutor "ter adormecido", uma vez que não estaria dirigindo em excesso de velocidade, nem teria tomado álcool ou drogas.