Se haviam dúvidas sobre a candidatura à presidência dos #EUA por #Donald Trump pelo Partido Republicano, essas dúvidas foram cessadas nesta terça-feira (19). A confirmação da nomeação de Trump foi oficializada enquanto a convenção nacional de sua legenda ocorria na cidade Cleveland, no estado de Ohio. 

A maior parte dos 2.472 delegados do partido deram o aval necessário e atingindo mais ou menos o mínimo de votos fundamentais, são precisos 1.237 votos, a candidatura foi confirmada. Senador do Alabama e apoiador do magnata, Jeff Sessions anunciou a confirmação no palco com orgulho, chamando o de “guerreiro e vencedor”. A votação foi iniciada pelo estado de Alabama e terminou em Nova York, onde Donald Trump Jr, delegado em Nova York e filho mais velho do bilionário comunicou os últimos votos.

Publicidade
Publicidade

Apesar da vitória o oficial candidato republicano enfrentou algumas resistências de líderes e doadores republicanos. A família Bush, o ex-candidato e senador John McCain, ex-candidato presidencial Mitt Romney e os que ainda disputavam a nomeação, o senador Marco Rubio e o governador de Ohio, John Kasich não participaram da convenção.

Em 3 de maio, Donald Trump já havia sido citado como o possível indicado, já que conseguiu uma vitória determinante no Estado de Indiana.

Plágio?

A candidatura do bilionário acontece sob suspeitas de plágio no discurso de sua esposa, Melania Trump. O pronunciamento ocorreu no primeiro dia da convenção republicana, na segunda-feira (18). A polêmica gira em torno do fato de haver certas semelhanças com outro discurso feito por Michelle Obama, mulher do presidente Barack Obama, em 2008 para a convenção democrata.

Publicidade

Na época, Obama também concorria à indicação como candidato. Procurados pela imprensa a equipe de assessores de Donald explicaram que as semelhanças do discurso provém de falhas dos redatores.

Melania é uma ex-modelo eslovena que foi naturalizada americana e é a terceira esposa do bilionário. Contudo, apesar da política anti-imigrante propagada por Trump, que já declarou sua opinião contra muçulmanos e hispânicos, a ex-modelo fez questão de destacar sua origem como imigrante durante o seu pronunciamento. #Eleições EUA 2016