Sonya Ghanem está devastada depois da morte de seu bebê, ainda recém-nascido. O bebê tinha sido colocado na ala de neo-natal, onde deveria ter ficado recebendo oxigênio. No entanto, um erro quase inacreditável acabou tirando a vida desse bebê, que no lugar de receber oxigênio, recebeu óxido nitroso, um gás mais conhecido como o gás do riso, que teria provocado não só a morte desse recém-nascido, como ainda danos possivelmente irreparáveis em outro bebê. 

O caso está sendo investigado e deverá ser aberto um inquérito externo, no ministério da saúde, sobre o que aconteceu no #Hospital Bankstown-Lidcombe, na Austrália. A ministra da saúde, Jillian Skinner, já lamentou o sucedido, dirigindo algumas palavras de profundo desalento e dor para os pais do menino.

Publicidade
Publicidade

Skinner se comprometeu em apoiar essa família em tudo aquilo que puder ser feito. No entanto, o erro é irreparável. A troca aconteceu mesmo, e por muito difícil que fique de acreditar, Sonya sentiu a maior das dores por um erro quase infantil.

Hospital erra e troca oxigênio por gás do riso

Alegadamente, os dois gases seriam muito semelhantes. Tanto o oxigênio com o óxido nitroso seriam gases sem cor e sem cheiro. No entanto, os efeitos são bem diferentes, e o gás do riso, que foi administrado no bebê, acabou provocando a morte da criança. Por correrem o risco de serem confundidos, os dois gases são levados em frascos diferentes. O oxigênio estariam em um tanque preto, enquanto que o óxido nitroso ficava em um tanque azul. Apesar disso, o erro aconteceu mesmo nesse hospital australiano. 

Existe ainda uma outra vítima desse erro.

Publicidade

Um outro bebê estaria em estado crítico após receber o mesmo gás do riso. Esse menino pode ficar com danos cerebrais irreparáveis. 

Mãe perde bebê por erro chocante

A mãe do menino teria recebido o filho nos braços, pela primeira vez, já desacordado. Sonya teria pedido para ver o menino e, apesar de o ter abanado e falado com ele, a criança já não respondia. "Acorda, acorda. O que eles fizeram com você", teriam sido as palavras dessa mãe, desesperada, após perder o seu bebê.

Sonya contou ainda a sua dor por deixar o hospital de "mãos abanando", quando esperava poder levar o seu filho para casa. "Chocada com esse hospital", contou essa mãe, inconsolável, em declarações citadas pelo jornal The Sun.  #Justiça #Europa