Que os efeitos das drogas tornam-se mais e mais desconhecidos com advento de novas substância no mercado já sabemos.  Existem efeitos de drogas conhecidas, até efeitos de drogas extremas, inusitadas e perigosas. Mas será que usuários consomem exatamente o que acham que estão consumindo?

No festival de #Música independente Secret Garden Party, que completa 12 anos, os usuários tiveram essa possibilidade de informação. Na edição realizada no último fim de semana (do dia 21 ao dia 24 de julho), o evento foi o primeiro festival no mundo a oferecer o teste de composição de drogas para os seus participantes, em Cambridgeshire, no Reino Unido.

Publicidade
Publicidade

Cerca de 200 pessoas usaram o diferencial oferecido pela organização The Loop para conhecer o que realmente existia em sua droga antes de usá-la.

O teste foi possibilitado mediante a um acordo entre a organização do evento e as autoridades locais no último fim de semana. O evento, Secret Garden Party, é realizado nas proximidades de Huntingdon anualmente e conta com apresentações artísticas e culturais

O fundador do evento, Freddie Fellowes, disse ao jornal inglês The Guardian que ele estava "entusiasmado" em estar na vanguarda da disponibilização do serviço em um festival. Ainda, ele conclui: " A redução de danos e a qualidade de vida deveriam fazer parte de qualquer evento, mas houve pouco avanço nessa área".

Aos participantes, foram oferecidos os testes como parte de um pacote de segurança e qualidade de vida disponibilizado pela organização The Loop, entidade que atua em testes forenses em festivais e casas noturnas no Reino Unido.

Publicidade

A co-fundadora da organização, Fiona Measham, explica: " A The Loop tem conduzido testes forenses em eventos há alguns anos, mas até agora nós só testávamos em drogas apreendidas pela polícia, deixadas em caixas de anistia ou as cedidas pelos paramédicos como resultado de incidentes médicos".

Para os idealizadores do evento, até que as leis sejam reformadas em políticas mais educacionais em detrimento de políticas, a proposta é um bom começo. Eles esperam que o serviço torne-se uma regra em todos os eventos do tipo. Isso é uma medida necessária para a #Saúde e segurança de participantes, inclusive para evitar mortes.

A a co-fundadora conclui que a disponibilização caracteriza um grande passo a frente, o que pode fazer com que pela primeira vez eles possam fornecer informações precisas e cuidados mais específicos e direcionados para determinadas drogas. Isso faz com que as pessoas estejam mais cientes de seus escolhas e de seus risco, reduzindo problemas relacionados a uma ou outra droga fornecida.