Hamza bin Laden, filho do líder terrorista da 'Al Qaeda' Osama bin Laden, morto em 2011 por soldados americanos, postou uma mensagem de áudio na internet ameaçando vingar-se dos Estados Unidos pela morte do pai. Em discurso com título de "Nós somos todos Osama", com duração de 21 minutos, o filho do líder da Al Qaeda anunciou que pretende continuar a luta da célula terrorista para derrotar os EUA, de acordo com o grupo de monitoramento de atividades terroristas on-line Site.

No vídeo, Hamza avisa que o país de Obama vai continuar na mira do grupo e onde estiverem serão atingidos como resposta a tirania americana ao povo muçulmano, que morreu por não suportar a opressão, afirma ele, salientando que a vingança da nação islâmica não é pelo seu pai, mas por todos aqueles que defenderam o Islã.

Publicidade
Publicidade

E encerra pedindo que 'Alá' tenha piedade.

Bin Laden, o terrorista mais procurado do mundo, responsável pelo #Ataque de 11 de setembro aos EUA, foi morto em 2011 no Paquistão por tropas militares americanas. Surpreendido em seu esconderijo, não teve tempo de fugir. Sua morte foi uma dura perda para a organização terrorista. Alguns documentos que foram encontrados no esconderijo de Bin Laden dão conta que seus aliados terroristas tentaram trazer o filho até ele. Hoje, Hamza, de 20 anos, cumpre prisão domiciliar no Irã.

O filho de Osama viveu muitos anos ao seu lado no Afeganistão, antes de acontecer o sangrento '11 de setembro'. Mesmo depois que a organização fugiu para o Paquistão, o menino continuou seguindo o pai. Hamza foi apresentado 'oficialmente' como a voz jovem para confrontar os líderes mais antigos, que atualmente não estão mais conseguindo recrutar pessoas para se unir ao movimento.O novo chefe da organização, Ayman al-Zawahiri, fez questão de apresentá-lo em uma mensagem de áudio, em 2015.

Publicidade

O analista Bruce Riedel, do Instituto Brookings, faz uma breve descrição do perfil de Hamza dizendo que o rapaz dá uma repaginada à Al Qaeda, conectando diretamente com o fundador. "Ele é um inimigo perigoso e articulado", define o analista. #Terrorismo #Ataque Terrorista