Um rapper americano, conhecido por mesclar o funk em suas letras, passou do ponto ao tentar conseguir ficar famoso nos Estados Unidos. No fim de semana, ele publicou um vídeo no Facebook em que aparece dando um tiro na própria boca. O homem conhecido como 'Kasper Knighet' é quem faz as imagens polêmicas. Ele narra tudo o que acontece, inclusive o momento em que sua bochecha estoura e o sangue começa a jorrar de sua cabeça. Felizmente, a atitude do rapper não acabou em morte.

Nas imagens, Kasper pega um pequeno revólver e puxa a pele da boca antes de dar o tiro. Tudo isso ainda está publicado no Facebook, mesmo dias depois da publicação.

Publicidade
Publicidade

O caso repercutiu em todo o mundo e o homem conseguiu o que queria, atenção. O vídeo com o tiro na bochecha tem quase 1,5 milhão de exibições apenas na conta pessoal dele.

O Facebook diz que as imagens não são bloqueadas quando elas podem evidenciar a ajuda de um #Crime ou de quando de, alguma maneira, elas podem conscientizar as pessoas. A maioria dos internautas não concordou com a decisão do funkeiro ao tomar a medida. Na internet, ele costuma tomar atitudes duras, cruéis e fortes para divulgar o seu trabalho. No entanto, o americano agora pode ser denunciado por abusar em querer os quinze minutos de fama. Isso porque os Estados Unidos tomam medidas duras contra pessoas que possam fazer qualquer tipo de terrorismo. 

Não é só a parte negativa que repercutiu com a publicação do vídeo. Muita gente até aprovou as imagens do rapper, que garante que só quer expôr a realidade da violência em um novo clipe.

Publicidade

Isso mesmo! Ele pretende usar o tiro que ele deu nele mesmo em um clipe musical. A revelação foi feita pelo próprio músico em um enorme texto publicado na rede social. Ele ainda diz que não liga para a própria vida.

Veja a seguir as imagens chocantes que mostram o atirador fazendo um ato que poderia ter acabado com a própria vida dele. Lembramos que o conteúdo do vídeo é muito forte, por isso, caso se sinta de alguma maneira ruim com isso, tenha cuidado. 

#Investigação Criminal