Durante a gravação de um vídeo, o que muitos acreditavam ser um ato covarde e desumano deferido contra uma pessoa deficiente acabou pegando muita gente de surpresa. Durante o ato, um homem que passava pela rua resolve arrancar as calças do suposto amputado, expondo uma farsa. O caso ocorreu na cidade de Altay, na província de Xinjiang, localizada no noroeste da China. Acredita-se que, pela atitude, o agressor deveria conhecer bem o farsante. Caso contrário o homem não teria praticado uma atitude dessa magnitude contra uma pessoa indefesa, a qual dependia de pequenas contribuições para conseguir sobreviver.  

Além de ser completamente desmascarado, a farsa tornou-se notícia de primeira mão tanto na China quanto no resto do mundo.

Publicidade
Publicidade

Durante a gravação do vídeo, o amputado teve as calças arrancadas e pode-se perceber que ele mantinha as duas pernas dobradas por dentro da roupa. No início da gravação o deficiente aparece nas imagens deitado em cima de um pequeno carrinho na altura do chão. Ao abordar um pedestre que passava pelo local, o pedestre pergunta: Onde estão suas pernas? Com o decorrer da discussão, muitos param para observar o episódio. Durante a confusão, o homem estressado arranca as calças do suposto deficiente de maneira brutal. Depois que a calça é tirada por completo, fica visível que o amputado não era tão deficiente quanto muitos acreditavam ser. Ou seja, ele mantinha as pernas dobradas e atadas por dentro da calça.

Com medo de ser linchado após ser descoberto, o farsante saiu do local rodando com o carrinho, uma vez que não podia correr pois estava com as pernas atadas.O vídeo com o suposto amputado está circulando pelo YouTube.

Publicidade

Desde o dia de sua publicação até agora as imagens já alcançaram mais de 1 milhão de visualizações, com mais de 10 mil compartilhamentos.

Caso semelhante no Brasil

Na cidade de Campo Grande (MT), um caso semelhante foi registrado. Mas, diferente do chinês, a falsa cadeirante se passou por deficiente para tentar fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e receber um benefício voltado para deficientes. Durante a gravação de um vídeo realizado por uma testemunha, a farsante é flagrada levantado-se de sua cadeira de rodas e colocando-a dentro do porta malas do seu veículo para ir embora depois de passar pela perícia médica do INSS. Revoltada com a farsa, a testemunha que gravou o vídeo entregou as imagens na agência que imediatamente acionou a Polícia Federal para investigá-la.

De acordo com informações da PF, a estelionatária, que não teve seu nome divulgado, tem 24 anos e é proprietária de um pequeno comércio em um bairro residencial de Campo Grande. A mulher foi presa em flagrante, enquanto se levantava da cadeira de rodas para guardá-la no porta malas do carro após passar por mais uma perícia.

Publicidade

Depois de receber a voz de prisão, ela foi levada para Superintendência Regional da Polícia Federal em Campo Grande, onde foi atuada e liberada após o pagamento de fiança. De acordo com o delegado responsável pelo caso, por se tratar de ré primária, ela responderá o processo em liberdade. #Entretenimento #Curiosidades #Casos de polícia