Passageiros de um trem na Alemanha viveram cenas de terror na noite de segunda (18), quando um jovem de apenas 17 anos com um machado na mão começou a atacar os passageiros.

Segundo as informações iniciais, 21 pessoas teriam sido feridas pelo rapaz, porém esse número não foi confirmado pela polícia.

Muitas pessoas entraram em estado de choque e pânico ao ver a cena terrível que estava acontecendo. O jovem também estava com uma faca e foi identificado como um afegão que mora em Ochsenfurt, Bavaria.

Tudo começou quando o trem já estava seguindo viagem, entre uma estação e outra. Parecia tudo tranquilo, quando de repente o rapaz começou a atacar as pessoas com o machado.

Publicidade
Publicidade

O pânico foi generalizado com pessoas feridas e com medo, tentando parar o trem, para que pudessem fugir do agressor que parecia incontrolável. Um dos passageiros conseguiu acionar o alarme de emergência e o trem parou entre as estações. O rapaz, segundo testemunhas, saltou do trem e fugiu.

Assim que a polícia chegou ao local, várias viaturas foram em perseguição do agressor, junto com helicópteros. O homem foi localizado e baleado. A policia informou que ele morreu tentando escapar.

Ainda não há informações da motivação do ato cruel, mas acredita-se que tenha alguma ligação com o radicalismo islâmico. De acordo com a revista "Der Spiegel", o porta-voz do ministério disse que o suspeito gritou: "Alá é grande", enquanto feria as pessoas.

Esse é mais um dos ataques que vem acontecendo nos últimos dias envolvendo jovens que dizem matar por Alá.

Publicidade

Em maio desse ano, um outro caso parecido aconteceu na estação de comboios em Munique, na estação de Grafing. Um homem entrou no trem e, após o mesmo seguir viagem, teria atacado várias pessoas com uma faca. Segundo informações dos presentes, ele teria gritado: "Allah-u-akbar" ("Alá é grande").

O jornal Süddeutesche Zeitung afirmou que uma pessoa teria morrido naquele ataque. Acredita-se que o ato também teve motivações terroristas. O homem, que teria 27 anos, foi detido e levado para identificação e investigação. #Terrorismo #Casos de polícia #Ataque Terrorista